<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Canibalização de palavras-chave: o que é e como solucionar

menu_book 8 minutos de leitura

Uma das situações mais comuns que sites e blogs que publicam artigos por um longo período de tempo podem enfrentar é a canibalização SEO. Confira tudo sobre esse conceito!

A expressão “canibalização de palavras-chave” é um dos conceitos mais comuns quando falamos em estratégia de SEO. Esse problema gera muita dor de cabeça para sites que publicam um volume grande de conteúdos, como jornais digitais e blogs.

No entanto, a canibalização nem sempre é negativa. A seguir explicaremos o que é canibalização de palavras-chave, tudo o que você deve saber sobre o assunto e como solucioná-la. Saiba mais abaixo!

O que é canibalização de palavras-chave?

Canibalização de palavras-chave é quando vários artigos ou páginas do seu site ou blog são ranqueados para a mesma palavra-chave.

Em geral, a canibalização de palavras-chave é negativa, porque o Google não permite que você classifique "várias vezes" para a mesma palavra-chave entre os resultados de busca. Portanto, se isso acontecer, é possível que os seus conteúdos sejam ranqueados em posições piores.

Por exemplo:

Temos o objetivo de ranquear a palavra-chave “inbound marketing”.

Imagine que temos dois artigos com estes títulos:

  • O que é inbound marketing?
  • Tudo que você deve saber sobre inbound marketing

Em ambos os casos a palavra-chave a posicionar é “inbound marketing”.

Com o artigo número 1 conseguimos chegar à primeira página, no Top 9 de resultados Já com o artigo número 2 conseguimos chegar à segunda página, no Top 15.

O Google não nos permitirá subir ambos os artigos para a primeira e segunda posição  (em teoria, porque para alguns SERPs muito específicos isso pode acontecer). Portanto, ele atribui uma classificação “pior” para cada artigo porque as palavras-chave são canibalizadas.

Desta forma, se o artigo número 2 for excluído ou redirecionado para o artigo número 1, é muito provável que o artigo 1 passe da posição 9 para a posição 3 (por exemplo), pois não haveria mais canibalização e o Google não teria dúvidas em atribuir uma classificação melhor.

Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

5 efeitos negativos da canibalização para o seu SEO

A canibalização de palavras-chave em marketing pode ter consequências bastante negativas para o seu SEO. As consequências práticas são claras. No entanto, a perda de tráfego do site, as consultas que levam à página errada, as flutuações nas classificações SERP e, em última análise, a perda de vendas podem ser mais difíceis de detectar.

Por que?

5-efeitos-negativos-da-canibalizacao-para-o-seu-SEO

1. Perder autoridade da sua página

Em vez de ter uma página altamente confiável, você está dividindo seu CTR entre várias páginas com relevância moderada.

2. Desvalorizar a página mais relevante

O Google usa palavras-chave para entender do que tratam as páginas da web. Se suas palavras-chave forem muito semelhantes entre si, o Google pode cometer um erro e colocar a página mais relevante abaixo das outras páginas.

3. Diluir a contribuição de links e anchor texts

Backlinks que poderiam ter ido para uma fonte consolidada de informações agora estão divididos entre duas ou mais páginas.

Os esforços de divulgação dedicados a adquirir 10 links para uma página e 15 links para outra poderiam ter sido gastos na aquisição de 25 links para uma página com melhor desempenho.

Além disso, é mais provável vincular links a uma página completa e detalhada tenha do que a páginas com leitura rápida e menos abrangentes.

Da mesma forma, o anchor text e os links internos levam os visitantes a várias páginas diferentes, em vez de uma página específica.

Nova call to action

4. Reduzir a qualidade do site

Várias páginas direcionadas à mesma palavra-chave indicam ao Google que o conteúdo não corresponde às keywords de cada página.

5. Diminuir a taxa de conversão

Uma de suas páginas irá converter melhor que as demais. Em vez de direcionar novos visitantes para essa página e torná-la a página com maior autoridade possível, você estará perdendo clientes em potencial quando eles acessarem páginas menos relevantes.

Como identificar a canibalização de palavras-chave?

Identificar a canibalização de palavras-chave é um processo bastante operacional e demorado.

Se você é o webmaster do seu site, já deve saber mais ou menos sobre quais conteúdos têm escrito ao longo do tempo. Se o número de posts não for muito alto, detectar a canibalização é bastante simples (basicamente consistiria em identificar postagens que falam “sobre a mesma coisa”).

Mas é claro que esta nem sempre é a realidade. Muitas vezes, em sites e blogs com equipes compostas por vários redatores e editores, pode ser muito mais complicado realizar este tipo de controle manual.

Se você se encaixa nesse segundo caso, uma boa prática pode ser adotar como “obrigação” pesquisar no buscador do blog se já existe uma postagem abordando o conceito sobre o qual queremos escrever.

Também podemos observar através do Google Analytics quais são os nossos posts com maior tráfego e verificar se nenhum deles trata exatamente do mesmo tema.

Também temos que aprender a diferenciar o que é igual do que não é.

Por exemplo, estas duas postagens:

  • O que é marketing digital?
  • Onde estudar marketing digital?

Eles se canibalizariam?

A resposta é não necessariamente.

Se os dois artigos forem muito extensos e abordarmos o marketing digital “em geral”, eles poderiam ser canibalizados.

Mas se no primeiro escrevermos um post breve e preciso totalmente orientado para a sua palavra-chave de cauda longa, onde é dada apenas uma definição de “marketing digital”, e no segundo post fizermos apenas uma lista de escolas onde estudar marketing, eles não necessariamente se canibalizariam, já que o conteúdo é diferente..

Se o conteúdo aborda bem conceitos semelhantes, mas diferentes, a canibalização não ocorre, pois o Google entende que a intenção de busca do usuário que busca “o que é marketing” e daquele que busca "onde estudar marketing" é diferente.

No primeiro caso,  os usuários querem saber a definição de marketing digital. Já no segundo, eles querem ver onde podem estudá-lo.

Se o Google conseguir diferenciar qual postagem serve para quê, você nunca terá problemas com canibalização.

A canibalização só ocorre quando você aborda o mesmo conceito a partir de várias URLs diferentes e o Google não sabe bem qual deles mostrar ou qual dará a resposta mais precisa aos seus usuários.

Baixe nosso modelo de buyer persona gratuito e dê um passo à frente da concorrência

Método para resolver a canibalização de palavras-chave e aproveitá-la a seu favor 

1. Descubra quais artigos estão posicionados para a mesma palavra-chave

Antes de mais nada, é preciso descobrir quais artigos do seu site ou blog estão sendo canibalizados, ou seja, estão sendo posicionados para a mesma palavra-chave no Google. Crie uma lista com todas as palavras-chave e faça a revisão manualmente no Google (no modo de navegação anônima).

Você também pode usar outras ferramentas de mensuração SEO ou ferramentas de marketing como o HubSpot. A questão é identificar se o Google está disponibilizando mais de um resultado para o seu site com a mesma palavra-chave e se esses resultados são muito semelhantes. 

No nosso caso, por trabalharmos com muitas palavras-chave diferentes, apenas seguimos este método com aquelas que consideramos mais importantes e que têm relação direta com os serviços que oferecemos.

2. Selecione o artigo principal para cada palavra-chave

Agora que você já sabe quais artigos competem entre si, é hora de selecionar qual dos deles é o principal para cada palavra-chave, ou seja, qual você tem interesse em posicionar e receber mais visitas.

Para tomar essa decisão você pode considerar diversos fatores:

  • Qual dos dois artigos é mais atualizado.
  • Qual dos dois artigos têm maior conversão
    • de leads
    • de compras
    • de assinaturas
  • Qual artigo você considera que tem maior potencial e mais qualidade: você pode tomar uma decisão subjetiva ou analisar o comportamento do usuário no artigo:
    • Qual é o tempo médio que o usuário passa na página
    • O que o usuário faz depois da visita

3. Mesclar os artigos

Depois de decidir qual é o artigo principal para cada palavra-chave, você deve mesclar este artigo com o secundário. Ou seja, você deve expandir o artigo principal com informações do artigo secundário que não aparecem no principal.

Por exemplo, se você tem dois posts sobre ferramentas de inbound marketing e eles tratam da mesma coisa, mas o post secundário inclui uma ferramenta que não está no post principal, você pode adicionar essas informações ao post principal.

Se você não tem interesse em passar informações dos artigos secundários para o principal, não precisa fazê-lo. Mas pense que quanto mais informações um artigo tiver e quanto mais atualizado ele estiver, maiores as chances de ele ter uma boa classificação.

Você também pode optar por atualizar o conteúdo principal com novas informações ou mais imagens, vídeos ou o que desejar.

Em resumo, estamos falando de uma reestruturação do site com o objetivo de pegar a URL mais bem posicionada e transformá-la na página de destino da palavra-chave.

4. Redirecionar o artigo secundário para o principal

Depois de atualizar o artigo principal, você precisará redirecionar o secundário para ele, de forma a trazer os usuários para o principal (que é aquele que você tem interesse em ter mais visitas).

Você também pode optar por cancelar a publicação de artigos secundários.

5. Envie o artigo principal para o rastreamento do Google

A última etapa é enviar o artigo principal ao Google para rastreamento, para que o bot do Google possa identificar mais rapidamente as alterações que fizemos. Você pode fazer isso usando a opção Explorar como Google Search Console.

Nova call to action

6. Encontre novas palavras-chave

Se o seu site sofre com uma estratégia de palavras-chave mal planejada, o que você precisa fazer é encontrar novas palavras-chave para trabalhar.

É muito importante ter em mente que as keywords precisam traduzir com precisão o conteúdo que o usuário irá encontrar na página.

7. Faça redirecionamentos 301

O uso de 301 permitirá que você consolide seu conteúdo canibalizado, vinculando páginas menos relevantes a uma versão mais confiável.

Porém, lembre-se de que essa tática é adequada para páginas com conteúdo semelhante e que coincidam em palavras-chave específicas.

Como evitar a canibalização do SEO?

Como vimos ao longo deste artigo, a canibalização é um problema mais frequente do que gostaríamos. Mas como podemos evitá-lo?

como-evitar-a-canibalizacao-SEO

1. Realize uma análise detalhada de palavras-chave

A primeira coisa que devemos fazer é um estudo de palavras-chave para detectar o que seu consumidor procura e, também, saber como a sua concorrência está ranqueando.

Depois disso, você saberá qual conteúdo fazer e qual formato utilizar. Muitas vezes a canibalização é causada pela falta de uma estratégia bem definida e pelo uso de palavras-chave repetidas.

2. Use long tails

Existem nichos que trabalham com termos que tendem a se repetir com muita frequência. Se esse for o caso, você pode adicionar palavras-chave de cauda longa na mesma palavra-chave que se repete em outro conteúdo.

3. Etiquetas Noindex

Outra opção que propomos é aplicar tags Noindex nos conteúdos que se repetem em palavras-chave que você não tem interesse em posicionar porque já existe outra URL com a qual você está trabalhando.

Nesse caso, o Google fará vista grossa e não mostrará os resultados desse conteúdo, ou seja, não irá indexá-lo.

4. Coloque o link building em prática

O link building pode ser uma das maneiras mais eficazes de evitar a canibalização de palavras-chave. Com uma boa estratégia de vinculação interna e externa, o usuário saberá onde está o texto que atenderá às suas necessidades.

Mas para isso, como mencionamos no início, é fundamental que o anchor text reflita algumas das palavras-chave que estão sendo trabalhadas, dessa forma você evitará que o usuário se confunda e vá para outro site.

Nova call to action

Outros tipos de canibalização

Até agora, falamos sobre canibalização aplicada ao SEO, mas e em outras estratégias de marketing? Como esse conceito se aplica?

Entendemos o canibalismo em marketing como a ação de introduzir uma segunda opção, seja ela um produto, uma marca ou uma estratégia de comunicação, que concorra diretamente com a proposta principal da empresa

Um grande exemplo é a Coca-Cola, que conta com muitos produtos que estão competindo pelos mesmos clientes: Coca-Cola comum, Coca-Cola Zero, Coca-Cola de café, e muitas outras ao redor do mundo.

Encontramos três tipos de canibalização no marketing:

Canibalização de produtos

Este seria o exemplo da Coca-Cola mencionado acima. Um novo produto que pertence à mesma empresa reduz a participação de mercado, as vendas e a preferência do consumidor do produto principal e central. Outro exemplo seria o da Apple, que, a cada nova versão do iPhone que lança, o posiciona como a nova melhor opção entre seus clientes.

Canibalismo na publicidade

Baseia-se na utilização de uma mensagem muito semelhante à de outra marca do mesmo setor para aproveitar o impulso que a primeira estratégia teve.

Canibalismo no mercado

É quando uma empresa aproveita a iniciação de mercado feita por outra empresa para superá-la e se posicionar em primeiro lugar. Elas fazem isso através de uma proposta mais inovadora que consegue atrair mais consumidores. Um exemplo seria o mercado de consoles. A Nintendo abriu o mercado e o Play Station e o Xbox introduziram produtos mais inovadores, assumindo a liderança.

A canibalização de palavras-chave é muito mais comum do que pensamos.  Não seja uma vítima desse problema: evite essa má prática usando as ferramentas certas para impulsionar o SEO do seu site.

E você, tem cuidado com a canibalização de palavras-chave dentro da sua estratégia de conteúdo? Conte-nos sua experiência nos comentários!

Nueva llamada a la acción

Publicado em 6 de dezembro de 2023.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil

FAQ sobre canibalização de palavras-chave

  • O que é canibalização de palavras-chave?

    Canibalização de palavras-chave é quando vários artigos ou páginas do seu site ou blog são ranqueados para a mesma palavra-chave.

    Em geral, a canibalização de palavras-chave é negativa, porque o Google não permite que você classifique "várias vezes" para a mesma palavra-chave entre os resultados de busca. Portanto, se isso acontecer, é possível que os seus conteúdos sejam ranqueados em posições piores.

  • O que é canibalização no marketing?

    Entendemos a canibalização no marketing como a ação de introduzir uma segunda opção, seja ela um produto, uma marca ou uma estratégia de comunicação, que concorra diretamente com a proposta principal da empresa.  Além da canibalização de palavras-chave, existem também outros tipos, como:

    • Canibalização de produtos: Um novo produto que pertence à mesma empresa reduz a participação de mercado, as vendas e a preferência do consumidor do produto principal e central. 
    • Canibalismo na publicidade: utilização de uma mensagem muito semelhante à de outra marca do mesmo setor para aproveitar o impulso que a primeira estratégia teve.
    • Canibalismo no mercado:  quando uma empresa aproveita a iniciação de mercado feita por outra empresa para superá-la e se posicionar em primeiro lugar. 

Outros artigos que podem te interessar...

Pesquisa por voz ou Voice Search: o que é, características e SEO
Reputação digital: o que é, sua importância e como cuidar dela
Como aparecer no Google News e aumentar sua presença online

O que você acha? Deixe um comentário!