<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Backlinks: 13 estratégias de SEO para rankear melhor

Apesar da discussão sobre marketing digital e SEO ter avançado nos últimos anos, muitos ainda esquecem da qualidade dos backlinks. Ou seja, links de outros portais que apontam para o seu site, essenciais para a consolidação da marca dentro do ambiente digital. 

Saiba que mais de 25% das pessoas clicam no primeiro resultado de pesquisa e que os backlinks de qualidade também contribuem para classificações mais altas nos resultados do Google. Ao mesmo tempo, possuem grande influência na pontuação geral de autoridade do seu domínio. 

Mas quais são as melhores maneiras de obter esses links para seu site? Neste artigo, você confere 13 maneiras orgânicas que vão aumentar o rankeamento do seu site. 

O que são backlinks, DR e UR?

Em tradução, backlinks significam “links de volta”. Ou seja, links vindos de um site para páginas de outro site. Mas antes de se aprofundar nesse assunto, é preciso conhecer dois outros conceitos importantes:

  • Domain Rank (DR): DR refere-se ao ranking do site e é uma métrica amplamente usada quando se trata de SEO e estratégias de link building. Ela mostra a força do perfil de backlink de um site de destino em uma escala logarítmica de 0 a 100.
  • URL Rank (UR): UR refere-se ao ranking da URL destaca o poder dos backlinks de uma página específica em uma escala de 0 a 100.
Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

Diferença entre DR e UR

De acordo com a Ahrefs, a UR é uma métrica de qualificação de página (ou URL), enquanto o DR é uma métrica de qualificação do site (ou domínio). Assim, uma página pode ter um DR muito alto, mas um UR muito baixo. Isso significa que, mesmo que o domínio tenha muita autoridade, ele não transmite tanta autoridade quanto uma página com ambas as métricas altas ou uma página com um DR baixo e um UR superior ao do site. É preciso levar em conta esses dois conceitos na hora de medir a força de uma página, mas eles devem ser entendidos separadamente.

A importância de conseguir backlinks na estratégia de link building

Para os buscadores como Google e Yahoo, os links são as “ruas” que conectam os sites: é através deles que os algoritmos de cada motor de busca vê como as páginas se relacionam entre si.

Desde a sua criação, os motores de busca têm refinado seus algoritmos para dar mais ou menos importância à ligação entre os sites através de vários sistemas de pontuação. Os links sempre tiveram uma classificação alta, mas não está claro o quão eficientes eles são, e isso continuará sendo um dos grandes mistérios do Google.

"Os links não são tudo em SEO, mas os profissionais de pesquisa atribuem uma grande parte dos algoritmos do mecanismo a fatores relacionados aos links." (Fonte: Moz

Uma boa estratégia de link building com outros portais e blogs favorece o Domain Rank (DR) e a Autoridade de Domínio (do inglês, Domain Authority – DA), e melhora o posicionamento na internet. Ao mesmo tempo, fortalece o relacionamento com outras empresas do setor.

Não à toa, ferramentas como o algoritmo Hilltop, recomendam o uso de backlinks para identificar documentos especializados em um determinado tópico. Assim, os links que usamos nos blogs servem para dar autoridade numérica e aumentar o alcance, indicando aquele conteúdo como de qualidade. 

Como gerenciamos o uso de links externos?

Encontrando a ferramenta certa

Antes de analisar a gestão de backlinks, é importante encontrar a ferramenta ideal. Uma das mais recomendadas é a Ahrefs, usada na InboundCycle para descobrir quais links levam ao site da empresa e da concorrência. Sem dúvida, é crucial para as estratégias de SEO e tem funcionalidades como: 

  • Análise de sites de entrada.
  • Análise de sites de saída.
  • Análise de sites quebrados.
  • Análise de novos sites.
  • Rastreamento de entrada de tráfego e posicionamento para esse link.

Fonte: Ahrefs Keywords Explorer

Outra ferramenta de monitoramento de backlinks é o SE Ranking, pois localiza e rastreia todos os backlinks contidos em um determinado site. Também é possível ver dados de parâmetros: status de backlink, classificação Alexa, autoridade de domínio, URL de destino e país,  entre outros. 

Você também pode adicionar notas a cada um dos seus backlinks para facilitar o processo de acompanhamento. Indique a estratégia usada para obter aquele link e, com o tempo, terá informações necessárias para saber qual é a abordagem que mais gera resultados

Fonte: SE Ranking

Backlinks: fatores-chave a serem analisados

1. Links externos

O número de backlinks que você tem a partir do seu domínio é importante. A partir daí, o poder da sua URL também é medido quando você aponta um link para outro site. Quanto mais links de saída você tiver, menos poder terá cada URL linkada: 1 dividido por 10 não é o mesmo que dividido por 100.

2. No-follow links

Existe uma discussão quando se trata de SEO: links “follow” ou “no follow”. Os “links follow” passam autoridade às URLs linkadas , impulsionando o SEO e aumentando a classificação da página vinculada, ajudando-as a subir nas SERPs como resultado. Por outro lado, os “no follow” permitem referir-se ao site citado sem que o Google o detecte. 

A grande dúvida é se os links no follow são prejudiciais ao domínio de autoridade (DA) do site. Há quem diga que sim, que esse tipo de link interfere negativamente na reputação do site e que o Google pode penalizá-lo por isso. Ainda que não existam provas que comprovem essa teoria, a maioria dos especialistas afirma que é melhor optar por links de sites benéficos para sua estratégia. Não só pela menção em si, mas também pela transferência de autoridade.

Nova call to action

Isso significa que a única coisa 100% comprovada é que é preciso atingir um equilíbrio entre links follow e no follow para que o site tenha mais credibilidade aos olhos do Google. Como o próprio buscador diz…

“Certifique-se de ter a proporção certa de links no follow em seu portal. A maioria dos sites tem uma combinação de backlinks follow e no follow, sendo que é comum ter uma porcentagem maior de links não seguidos do que em outros. Você deve ter como objetivo ter backlinks e/ou relacionamentos de acompanhamento semelhantes aos de seus concorrentes. Não existe uma ‘regra de ouro’, pois cada setor, tópico, palavra-chave, idioma e país têm orientações diferentes.”

3. Melhor para crescimento de links

Dentro da ferramenta Ahrefs existe uma aba chamada “Best By Links’ Growth”, ou “Melhor para crescimento de links”, dentro da seção “Páginas”. Este guia mostra quais páginas do seu site tiveram backlinks crescentes nos últimos 7, 15 e 30 dias. Desta forma, é possível rastrear páginas de seu interesse que são bem trabalhadas e acompanhar aquelas que você alcançou e/ou perdeu.

Fonte: Ahrefs

4. Naturalidade acima de tudo

Quanto mais natural for a inclusão de um backlink, melhor. Não é recomendado obter links diretos para palavras-chave comerciais, sendo muito mais natural obter um link para um conteúdo de outro blog dessas formas: 
  • "Neste artigo"
  • "Você pode expandir as informações com o conteúdo deste site"
  • “No site da InboundCycle”

Neste último caso, houve link para o conteúdo desejado e também menção à marca. É o melhor dos mundos!

Quando a questão são palavras-chave diretas para as quais não há problema em obter links, exemplos como “InboundCycle” dão mais força de marca. Ao mesmo tempo, tornam o site visível e posiciona a palavra-chave da empresa. Por isso a importância da boa escolha do anchor text, ou texto âncora.

"É ótimo fazer com que as pessoas escrevam sobre você e voltem ao seu site, desde que criem links naturalmente. Preencher seu texto âncora com palavras-chave comerciais está longe de ser natural e com certeza causará problemas. Usar palavras-chave de marca ou frases de navegação é uma boa opção neste caso". (fonte: LST)

5. Tabela de comparação da concorrência

A comparação da concorrência ajuda a mensurar os valores dos concorrentes. No caso específico de link building, o foco é na parte dos referidos e seus principais conteúdos. Dessa forma, a equipe de marketing digital consegue monitorar com quais páginas a concorrência está trabalhando e até que ponto suas melhores e/ou piores colaborações podem ajudar.

Abaixo, um exemplo da métrica Top Referrers retirada do SimilarWeb ajuda a ver quais páginas trazem mais tráfego. Uma boa estratégia é tentar estabelecer um relacionamento com elas e fazer um acompanhamento mensal dos números. 

Fonte: SimilarWeb

6. Tabela para avaliar colaborações

A equipe de marketing pode criar uma tabela e ver com quais páginas pode ser interessante criar um esquema de colaboração. 

como conseguir enlaces externos

Fonte: InboundCycle

Principais métricas: força e visibilidade

Força e visibilidade são duas métricas importantes, e nesta seção você vai entender a importância de cada uma delas. Em linhas gerais, fala-se de visibilidade ao analisar o tráfego orgânico de um site; ao estudar backlinks, o foco é a força. 

Por um lado, ter uma pontuação alta em termos de visibilidade é sinal de que o site não foi penalizado e tudo funciona corretamente. O Google entende que os usuários podem navegar sem dificuldades, por isso melhorar a visibilidade é importante e traz benefícios a longo prazo. Faz sentido, não é?

Por outro lado, o valor da força de um site também é uma métrica importante, ainda que possa ser manipulado artificialmente. Se esse for o caso, o portal pode ser penalizado. Agora,  se a  página ganhou força de forma adequada, isso pode se transformar em visibilidade. 

Nueva llamada a la acción

Confira 4 cenários possíveis que um site pode enfrentar considerando esses dois conceitos: 

  • Alta visibilidade e alta resistência: link muito valioso.
  • Baixa visibilidade e baixa resistência: link de pouco ou nenhum valor, além de não serem seguros. É necessário analisar outros fatores.
  • Alta visibilidade e baixa resistência: link de valor médio, mas seguro.
  • Baixa visibilidade e alta resistência: link de baixo valor e  de risco. É necessário analisar outros fatores.

Ainda que o ideal seja ter uma página com métricas elevadas de força e visibilidade, pode-se entender que a visibilidade é o fator mais importante. Relativamente aos fatores, estabelecemos as seguintes escalas:

  • Palavra-chave: leve em consideração quantas palavras-chave estão posicionadas no top 100 do Brasil. 0-5: muito baixo, <100: baixo, 100-1.000: médio, >1.000: alto, >10.000: muito alto.
  • Tráfego: leve em consideração o tráfego mensal da página. 0-5: muito baixo, <100: baixo, 100-1.000: médio, >1.000: alto, >10.000: muito alto.
  • DR: analise o ranking do site. <15: baixo, 15-40: médio, 40-60: alto, >60: muito alto.
  • UR: estude a força da URL. <15: baixo, 15-30: médio, 30-40: alto, >40: muito alto
  • Domínios de referência e saída: <10: poucos, 10-30: médio, 30-60: poucos, >60: muitos.

Links sim, mas de qualidade

Para tornar uma página atrativa aos olhos dos principais motores de busca, é fundamental estudar e analisar os tipos de links usados. Encontrar a ferramenta certa e fazer uma análise exaustiva do link building ajuda a reconhecer links de qualidade e quais são dispensáveis. 

  1. Visibilidade e força: bons números de visibilidade garantem que o site é saudável. Idealmente, tente manter altos valores de força também.
  2. Links de saída: mais uma vez, qualidade é o foco. Cada URL vinculada tem menos poder à medida que os links de saída aumentam.
  3. Links no follow: mantenha um equilíbrio entre os links follow e no follow para ganhar credibilidade junto ao Google.
  4. Crescimento do link: análises diárias de backlinks também geram métricas importantes. 
  5. Naturalidade dos links: é importante não forçar um link, já que a naturalidade é recompensada pelos mecanismos de busca.
  6. Análise dos links da concorrência: saber que tipo de links e para quais páginas os links da concorrência apontam pode ser muito útil.
  7. Avaliação das colaborações: a equipe de marketing deve saber quais colaborações são frutíferas e quais prejudicam a estratégia. 

Uma estratégia ruim de criação de links pode levar ao uso do Google Search Console para desindexar páginas que estão gerando um tráfego prejudicial. Evite isso criando uma boa estratégia e focando não na quantidade, e sim na qualidade dos backlinks. 

13 estratégias de SEO para obter backlinks

Depois de passar por conceitos técnicos, é hora de ver estratégias para que sites direcionem clientes para o seu domínio. Algumas são pagas e outras gratuitas, mas este artigo vai se concentrar apenas nas práticas aprovadas pelo Google. Ou seja, na geração orgânica de backlinks.

Conseguir um site confiável apontando para o seu conteúdo sem investir dinheiro pode ser uma tarefa assustadora, mas as recompensas valem a pena. Os textos âncora parecem naturais e são usados pelos mecanismos de pesquisa para determinar o tema de um site e reafirmar sua relevância, ao mesmo tempo que direcionam visitantes de maior qualidade ao seu site.

A seguir, confira 13 técnicas de backlinks para obter tráfego.

1. Sorteios

Quem não gosta de coisas grátis? Se você deseja aumentar as chances de as pessoas acessarem seu site, pode usar uma oferta irrecusável para aumentar o alcance. Nesse caso, sites focados em sorteios e brindes podem ver a oferta e replicar nos seus próprios portais. Porém, para que isso aconteça, é preciso garantir que o presente seja irresistível para sua buyer persona.

Fonte: @intrínseca

2. Link roundups ou listas

Essas listas com curadorias ou seleção de links de qualidade são publicadas periodicamente e costumam rodar entre as principais empresas do setor. O principal benefício é obter backlinks das pessoas ou sites mencionados. Além disso, as listagens tendem a obter mais cliques e compartilhamentos sociais, o que é considerado uma métrica positiva pelos mecanismos de pesquisa.

No exemplo abaixo, você pode ver que a Associação Espanhola de Marketing coleta regularmente os artigos mais recentes e interessantes e os agrupa em uma lista de tópicos atuais.

backlinks link roundups

Fonte: Associação Espanhola de Marketing

Se você conseguir criar uma postagem de alta qualidade e obter uma página com listas de links para vincular, seu backlink terá links contextuais relevantes. Além disso, você provavelmente verá mais tráfego de referência para seu site.

Outro exemplo pode ser um conteúdo em que você mencione diferentes ferramentas, como Pesquisa de palavra-chave: 12 ferramentas gratuitas para keywords

A parte mais difícil aqui é criar conteúdo digno de compartilhamento e link. Assim que você postar novos conteúdos em seu site, entre em contato com sua rede de blogueiros conhecidos, supondo que você tenha uma, e peça que eles compartilhem o conteúdo em suas redes sociais com um link apontando para seu site. 

3. Marketing de influência

O marketing de influência trata de promover sua marca e conteúdo por meio de pessoas com muitos seguidores nas redes sociais. Algo tão simples quanto um retuíte de uma fonte respeitável pode expor um artigo a um novo público grande, criar um link orgânico e, com sorte, criar um efeito cascata de pessoas e sites que desejam fazer parceria com você.

Outro exemplo é um influenciador promovendo um negócio no Instagram, como foi o caso da Bianca Andrade. A empresária tem mais de 18 milhões de seguidores no Instagram e toda vez que posta algo, expõe sua opinião a um grande número de pessoas. Foi por isso que a JOHNSON'S® Brasil a escolheu para uma ação sobre maternidade.

Fonte: @Bianca Andrade 

Mas é claro que, para que isso aconteça, você deve primeiro estabelecer uma relação pessoal forte com o influenciador.

4. Expansão de links

Digamos que você tenha recebido um alerta do Google de que sua marca foi mencionada em um artigo escrito em um idioma estrangeiro. Para obter um backlink, você deve entrar em contato com o autor e perguntar se não há problema em traduzir o artigo e publicá-lo em um recurso compatível com SEO. Lembrando sempre, é claro, de citar o autor original. 

Fonte: InboundCycle

Acima você pode ver que um artigo foi publicado em inglês sobre como fazer um pop-up de intenção de saída eficaz em JavaScript. A InboundCycle fez menção ao conteúdo, o que é uma oportunidade bastante óbvia de obter um backlink em outro meio. Como resultado, o autor original recebeu mais tráfego de referência de países de língua portuguesa para seu site.

Não se esqueça de ter em mente que esses backlinks também contribuem para o "link juice", ou seja, parcela de otimização do ranking que cada link transmite para a landing page.

Nova call to action

5. Avaliação de produtos por influenciadores

Se você gosta de seguir grandes nomes nas mídias sociais e YouTube, é provável que você tenha se inscrito em alguns canais que podem ter um grande impacto social.

Esses canais conseguiram acumular um grande número de seguidores ao longo do tempo e agora estão usando sua voz para expressar suas próprias ideias e recomendar outras empresas a um determinado custo. Essa é uma excelente oportunidade para melhorar sua reputação online.

O Alexandre Bigunas é um canal do YouTube focado no nicho ''faça você mesmo'' com mais de 580 mil inscritos. Em um de seus vídeos mais recentes, ele faz um comparativo entre três tipos de processos de solda em parceria com a Sumig, uma empresa de soldagem. 

Fonte: YouTube - Alexandre Bigunas

Além de postar um vídeo de 16 minutos, que já tem 35 mil curtidas e mais de 700 comentários, o canal direciona um link na descrição para a loja da Sumig. Adivinhe onde as pessoas interessadas no produto vão clicar para conferir? Certo, no link da descrição!

Testar os produtos e dar sua opinião nas redes sociais é o sustento de muitos influenciadores. Mas fazer com que seu produto apareça nesses meios não é um processo da noite para o dia: é preciso ter um produto realmente bom, uma abordagem inteligente e muito esforço para encontrar líderes de referência que sejam relevantes para seu público e que estejam dispostos a avaliar seu produto.

6. Links de sites de vagas de emprego

Sempre que seu departamento de RH criar um perfil corporativo em um site de busca de empregos como LinkedIn, Indeed ou 99jobs, você deve aproveitar para adicionar um link para a página inicial do seu site.

No exemplo abaixo, é possível ver várias marcas com páginas no site da 99jobs. Ao clicar nas oportunidades, a pessoa é direcionada para o site das empresas. 

Fonte: 99jobs

Além de serem amplamente vistos como recursos autorizados pelos mecanismos de pesquisa, os sites de empregos tendem a receber uma grande quantidade de tráfego quase diariamente. Os links para sites corporativos são vistos pelos robôs dos mecanismos de pesquisa ao rastrear esses sites.

7. Feedback dos clientes

Ao procurar oportunidades para criar links de entrada para o seu site, você também pode agir como cliente e deixar suas opiniões na seção de comentários.

Digamos que sua empresa desenvolveu um criador de sites com funcionalidade de arrastar e soltar e você encontrou uma página que revisa uma ferramenta concorrente, com possibilidade de comentários. Se a sua contribuição soar natural e sem spam, você pode compartilhar suas ideias sobre a ferramenta em questão e sugerir sua ferramenta como uma solução alternativa (melhor) ou expandir o conteúdo original.

Aqui você pode ver um exemplo de link relevante adicionado a um comentário deixado no fórum da Hubspot. Observe como o conteúdo condiz com a ideia original do post sobre checklist de marketing digital e ainda agrega valor. Esta é uma ótima maneira de usar a seção de comentários para melhorar seu perfil de link.

Fonte: HubSpot

8. Links de agregadores de conteúdo

Sites agregadores de conteúdo como Pocket, Flipboard e Freedly usam postagens de terceiros para criar um blog agregando diversos temas e conteúdos externos. Além disso, permitem que as empresas criem perfis e compartilhem links para postagens. Isso gera inteligência competitiva, pois fornecem uma riqueza de informações sobre diversos nichos e setores.

Depois de fazer parceria com um site agregador em seu nicho, use-o como uma forma adicional de promover o conteúdo do seu blog e dar mais peso ao seu site.

9. Links da Wikipédia

Qualquer pessoa com acesso à internet pode contribuir com a Wikipedia, pois é um sistema de código aberto. E você nunca deve perder a oportunidade de construir um backlink em um dos sites de maior autoridade.

Portanto, procure um artigo que esteja incompleto e que possa ser melhorado com novas informações. Em seguida, adicione informações pertinentes junto com um link de referência. 

Por exemplo, a Wikipedia tem um artigo dedicado ao Marketing de conteúdo que cobre temas como atração de leads, principais estratégias e tendências.

Fonte: Wikipedia

Se você prestar atenção no menu à esquerda, verá que também existe uma seção de Marcas Reconhecidas, Estudos e Premiações. Esses espaços servem como oportunidades para você inserir sua marca e linkar com seu site. 

Nesse caso, um dos maiores benefícios de SEO de adicionar um link é o fato de ele estar na Wikipedia, um site com um grande número de links externos de alta qualidade e uma autoridade de domínio muito alta. Porém, evite ao máximo spam e nunca poste conteúdos que não são verdadeiros.

10. Guias ou ebooks

Geralmente são conteúdos muito procurados, valorizados e linkados pelos usuários. Por isso, devem ser valiosos e completos para se diferenciarem da concorrência! Se você conseguir criar um conteúdo poderoso, é bem provável que vai ganhar links de qualidade com muita facilidade.

Fonte: InboundCycle

Lembre-se de criar conteúdos de qualidade, completos e práticos. Esse tipo de material deve ser útil e ajudar aos leitores, caso contrário, eles vão parar imediatamente de ler!

Por exemplo, você pode fazer guias sobre:

11. Rankings

É um dos melhores tipos de conteúdo para conseguir um grande número de links de qualidade de forma natural! Ao fazer rankings, você acaba citando diversos profissionais e blogs – que devem compartilhar o conteúdo. Isso aumenta a virilidade do conteúdo. 

Fonte: InboundCycle

12. Infográficos

Os infográficos são um dos tipos de conteúdo mais importantes atualmente, pois permitem atrair um grande número de visitas ao seu site de maneira natural. Além disso, fornecem informações de forma clara, esquemática e muito visual, o que faz com que chamem a atenção dos usuários de forma rápida. Não à toa, são altamente virais nas redes sociais.

Criar infográficos de qualidade aumentam as chances de outros blogueiros replicarem o conteúdo em seus sites. Assim, você obterá backlinks naturais de alta qualidade quando eles o mencionarem como fonte.

Fonte: HubSpot

13. Conteúdo colaborativo ou guest blogging

É um tipo de conteúdo muito interessante para os leitores, pois traz a opinião de vários especialistas sobre um assunto. Ao mesmo tempo, tem grande valia para um blog, já que traz a participação de outros profissionais e mantém o calendário de conteúdo em dia. 

Geralmente são conteúdos onde um tema é escolhido e os convidados dão sua opinião a respeito, de acordo com sua experiência. Esses mesmos profissionais depois compartilham o conteúdo em seus sites, gerando links de alta qualidade sem esforço. 

Obter backlinks para o seu site é um processo demorado e requer muita paciência, pesquisa e divulgação. Neste artigo, você conferiu 13 maneiras para impulsionar esse objetivo e uma revisão técnica do assunto. 

Se você conhece outras maneiras de gerar backlinks, deixe na seção de comentários. 

Nueva llamada a la acción

Publicado em 21 de março de 2023.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil..

FAQ sobre backlinks

  • O que é backlinks?

    Em tradução, backlinks significam “links de volta”. Ou seja, links posicionados estrategicamente em um texto para que o leitor vá para uma página de outro site. 

  • Para que servem os backlinks?

    Desde a sua criação, os motores de busca têm refinado seus algoritmos para dar mais ou menos importância à ligação entre as páginas web através de vários sistemas de pontuação. Os links sempre tiveram uma classificação alta e ferramentas como o algoritmo Hilltop, recomendam o uso de backlinks para melhorar o rankeamento.

  • Como conseguir backlinks?

    Existem várias maneiras de conseguir backlinks, como sorteios, marketing de influência, rankings e infográficos.

  • Como fazer backlinks de qualidade?

    Não existe apenas uma única estratégia para ter backlinks de qualidade, pois o mais indicado é usar diferentes estratégias. Podemos citar: sorteios, listas, marketing de influência, expansão de links, avaliação de produtos, sites de vagas, feedback dos clientes, links de agregadores, Wikipedia, guias ou ebooks, ranking, infográficos e conteúdos colaborativos.

Outros artigos que podem te interessar...

Dor do cliente: o que é e como solucioná-la
Network marketing: o que é e como funciona
Os 10 erros de marketing digital para MEIs que devem ser evitados

O que você acha? Deixe um comentário!