<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Email marketing: o que é e passo a passo para criar a sua estratégia

Nueva llamada a la acción

Em um mundo digital de constantes mudanças, é muito importante apostar na diferença para fugir do que a concorrência faz. A maneira mais fácil é seguir as regras e os padrões clássicos do marketing, mas isso não faz com que a sua marca se destaque das demais. Se você quer chamar a atenção dos usuários, precisa cuidar de todos os detalhes.

Uma maneira eficaz de fazer a diferença é você se esforçar na criação e definição de uma estratégia de email marketing.

O que é email marketing?

O email marketing é uma das ferramentas mais poderosas para criar uma comunicação direta com seu cliente. Não se trata apenas de enviar emails regularmente, mas de utilizar abordagens inovadoras e implementar diferentes ações coerentes aos objetivos comerciais e estratégicos da sua marca através do email.

Apesar de estar presente no nosso dia-a-dia há muitos anos, a fórmula do email marketing funciona se for orientada por uma estratégia eficaz e alinhada com os seus objetivos.

Assim, para começar a trabalhar com email marketing você precisa de três elementos:

  1. Uma plataforma de automação para gerenciar campanhas
  2. Uma estratégia
  3. Dedicação e criatividade

Seguir estratégias de email marketing é fundamental para se conectar com o público-alvo, promover sua marca e aumentar as vendas. Existem várias ferramentas de email marketing que facilitam este processo e que permitem conhecer os resultados das diferentes campanhas. E claro, existem etapas que você deve seguir para estabelecer as bases da sua estratégia de email marketing. Confira abaixo!

Como criar uma estratégia de email marketing

Para começar a trabalhar em uma estratégia de email marketing, tente se colocar no lugar do seu cliente. Quantos emails você recebe diariamente? Quais deles chamam sua atenção de todos os que você recebe na sua caixa de entrada? Tome sua experiência pessoal como referência para sua estratégia.

Na maioria dos casos, ao criar um email, você tem a intenção de aumentar as vendas ou o tráfego do seu site. Mas, além disso, você pode criar estratégias de email marketing para incentivar, reativar ou simplesmente recompensar os seus clientes com informações adicionais de interesse.

O envio do email aproxima você dos seus clientes e cria uma relação mais humana e menos artificial.

1. Análise da situação atual

Embora nem sempre seja dado o tempo necessário a este passo inicial, é fundamental que ele seja feito para estabelecer as bases sobre as quais trabalhar. Assim, é importante compreender onde a sua marca está, o que ela já fez e o que funcionou melhor até agora. É a partir dessa análise que você tem seus primeiros insights para avançar na estratégia que será seguida.

Portanto, é importante analisar a situação atual e os resultados alcançados das campanhas de email marketing que já foram realizadas. Assim você determina as oportunidades e desafios para que a sua estratégia seja mais eficaz.

Para não deixar pontas soltas, todas as conclusões podem ser refletidas em uma análise SWOT, um gráfico no qual todos os insights são organizados nestas quatro categorias: forças, oportunidades, fraquezas e ameaças. Enquanto as forças e fraquezas dependem da marca, os outros dois são fatores externos que ajudam a encontrar e avaliar direções para trabalhar.

E não esqueça que é importante ter no radar como a concorrência está trabalhando. Você pode se inscrever em seus emails e analisar quais pontos funcionam bem para aplicar à sua estratégia e quais outros aspectos você deseja evitar.

2. Definição dos objetivos e público-alvo

Esta fase é o momento perfeito para se fazer a grande pergunta: qual o objetivo e para quem é o email?

A primeira coisa que você deve fazer é determinar o objetivo e saber o que comunicar. É diferente preparar uma campanha de email marketing para divulgar uma promoção especial no seu e-commerce ou uma campanha com o objetivo de reter banco de dados através de um email contendo dicas ou notícias de interesse.

Portanto, pergunte-se: o que eu quero obter?

Os objetivos da sua campanha de marketing por email devem estar alinhados com seus objetivos gerais de negócios e marketing. Para simplificá-los, lembre-se de que eles devem ser SMART. Ou seja:

email-marketing-o-que-e_SMART

  • Specific: específico. Devem ser específicos e bem definidos, estando claro o que se pretende alcançar e evitando possíveis ambiguidades.
  • Measurable: mensurável. Eles precisam ser mensuráveis ​​para que você possa avaliar seu progresso.
  • Attainable: alcançável. Eles têm que levar em conta as possibilidades e limitações da marca (no nível de realização e economia).
  • Relevant: relevante. Eles precisam estar alinhados e se encaixar no projeto como um todo.
  • Time-bound: com prazo. Eles têm que ser limitados dentro de um período de tempo para concentrar todos os esforços dentro desse prazo.

Quem são os seus clientes?

É essencial que você conheça seu público-alvo para adaptar sua comunicação. Para fazer isso, você precisa entender quais motivações e necessidades eles têm para que seus emails sejam relevantes para o que eles procuram em todos os momentos. Mas, seu público sempre tem as mesmas necessidades? Não. É por isso que é crucial definir a sua “jornada”, a jornada do cliente começa desde o momento em que ele detecta que tem uma necessidade até decidir utilizar os produtos ou serviços da sua marca para obter respostas. Dependendo do momento em que cada cliente se encontra, o email marketing intervém com mensagens adaptadas a cada fase.

Então, antes de tudo, pense no que quer alcançar e, principalmente, para que tipo de destinatário você vai enviar a sua campanha.

3. Segmentação do banco de dados

E falando em tipo de destinatário, esse é um um dos pilares das estratégias de email marketing: a segmentação.

A chave para qualquer boa campanha de email marketing está em grande parte na segmentação do banco de dados. Como fazer isso?

A verdade é que isso pode ser feito de várias maneiras. Uma delas é através dos formulários de inscrição nos quais você cria perguntas sobre a profissão, idade, sexo, interesses e preferências do usuário. Claro, sempre tendo em mente as informações relevantes e necessárias em cada projeto. Quanto mais específica for a segmentação dos contatos, mais específicas são as mensagens que você vai enviar, de acordo com as necessidades de cada um dos segmentos.

Desta forma você sabe um pouco mais sobre as pessoas que estão na sua base de dados e fica mais fácil personalizar os emails de acordo com os diferentes perfis.

A importância dos lead magnets e formulários

Se você deseja aumentar seu banco de dados, não hesite em criar materiais gratuitos para download para seu público. O ponto principal é que, para baixá-los, os interessados ​​devem preencher seus dados de contato.

Certifique-se de que o conteúdo é original, altamente relevante para os visitantes e que esteja intimamente ligado aos produtos ou serviços oferecidos pela sua empresa. Dessa forma, você garante que os leads que está capturando sejam verdadeiros clientes em potencial.

Você também pode oferecer esses mesmos materiais nos posts mais vistos do seu blog para continuar a aumentar seu banco de dados de maneira exponencial! A maioria dos leitores que estão lendo as postagens fazem o que for preciso para adquirir conteúdo gratuito sobre o mesmo tema, que é muito muito mais amplo e atraente. E esta é uma excelente estratégia!

Mas, os usuários estão dispostos a preencher um formulário com seus dados pessoais?

Tudo depende do que você oferece em troca. É aconselhável trabalhar com conteúdos gratuitos ​para baixar ​(como ebooks, infográficos, whitepapers) de acordo com os interesses do seu público-alvo, com o objetivo de proporcionar valor e informação relevante sobre as suas necessidades. Para isso, é importante seguir os seguintes passos:

  • Trabalhe conteúdo relevante para download para atrair a atenção do seu público-alvo.
  • Crie call-to-actions oferecendo conteúdo de forma atraente e redirecione os usuários para uma página de destino.
  • Na página de destino, descreva com mais detalhes tudo o que o conteúdo para download inclui e o que ele pode trazer para o usuário.
  • Inclua um formulário de download incluindo os campos que você deseja saber sobre os usuários. Tenha em mente que esta informação é o que ajuda a segmentar o banco de dados posteriormente!

Lembre-se de nunca perder de vista o perfil do seu público-alvo para que tudo fique alinhado às suas necessidades.

4. Estratégia de conteúdo

Cuidar do conteúdo significa criar emails de qualidade. Um email é julgado principalmente com base nas informações que ele fornece ao leitor. Portanto, incluir conteúdo verdadeiro e relevante é um requisito a ser cumprido sem exceção em qualquer estratégia de email marketing.

Assim, uma vez definido o objetivo de acordo com a segmentação do seu banco de dados, escreva o conteúdo e decida sobre o layout dos elementos que dão corpo aos emails. Encontre um equilíbrio adequado entre imagens e textos: nada de escrever a bíblia em verso ou converter seus emails no Instagram. Em uma campanha de email marketing, menos é mais.

Levando em conta todos os pontos anteriores, você pode começar a trabalhar no plano de conteúdo. Comece orientando cada segmento ao nível das mensagens e conteúdos que sejam relevantes com o objetivo de satisfazer seu público-alvo e conduzi-lo - de forma não intrusiva - à conversão.

Mas, como chamar a atenção dos usuários? Aqui estão algumas dicas para ajudar você a se destacar:

  • Nome do destinatário: use um nome real para personificar a marca e aproximá-la dos usuários.
  • Assunto: seja criativo e chamativo. O nome do assunto é crucial para que o usuário decida abrir ou não o email. Personificar ajuda você a capturar a atenção dos clientes. Por exemplo, ao adicionar o nome do usuário, você destaca a ideia de que está se comunicando ou oferecendo algo exclusivo para ele.
  • Texto de visualização: use para gerar curiosidade. Comente brevemente o que o usuário vai encontrar no email e faça isso com alguma surpresa.
  • Título: resuma o que o email trata e/ou o que ele oferece ao usuário.
  • Corpo do texto: seja breve e apresente as ideias principais com clareza no início do texto, para que o usuário não perca o interesse e queira continuar lendo.
  • CTAs (call-to-actions): adicione um call to action destacando o que você está oferecendo. Coloque no início para garantir que o usuário veja e também coloque outro no final como fechamento do email.

Se tiver dúvidas sobre como elaborar o email ou que abordagem dar a alguns dos seus elementos, opte por realizar um teste A/B. Esta funcionalidade permite fazer variações nas suas campanhas (comparar dois temas distintos, abordagens de títulos, tempos de envio...) e analisar qual delas alcança os melhores resultados. Dessa forma, você toma decisões baseado em dados concretos.

Por fim, procure sempre lembrar das necessidades do seu segmento para que todas as comunicações que você enviar estejam alinhadas aos seus interesses.

5. Frequência de envio

É importante definir a frequência (semanal, mensal, trimestral...) e quais dias específicos enviar as comunicações.

O email marketing pode funcionar contra você se você não controlar a quantidade de informações que envia. Lembre-se de que há uma diferença entre abrir aquele email interessante e ignorá-lo entre a montanha de emails pendentes na caixa de entrada.

Uma vez por mês geralmente é suficiente, a menos que você tenha muito, muito conteúdo para enviar. Se esse for o caso, aumente para uma vez por semana. Se tiver dúvidas, sinta-se na posição de assinante novamente e depois decida se realmente precisa enviar aquele conteúdo.

O dia da semana e a hora também são uma decisão importante.

No entanto, não existe uma resposta certa, por isso recomendo que você crie uma calendário no qual você localiza as datas de envio e acompanha para analisar os primeiros resultados e decidir se deve fazer algum ajuste ou não.

6. Análise dos resultados

Esta última etapa é a que permite conhecer os resultados da sua campanha de email marketing e analisar o seu desempenho. Além disso, ajuda a tirar conclusões e aprender para futuras campanhas.

Para avaliar o sucesso da sua campanha, observe as seguintes métricas:

  • Taxa de abertura
  • Taxa de clique
  • Taxa de rejeição
  • Taxa de reatividade
  • Taxa de cancelamento
  • Taxa de reclamação de spam
  • Taxa de conversão

Para detalhar todas essas métricas, opte por contratar uma ferramenta de email marketing que se adapte às necessidades e limitações da sua empresa.

Benefícios de usar ferramentas de email marketing

Ao utilizar um aplicativo que gerencia o envio dos seus emails, você acessa uma série de vantagens que o ajudam a direcionar sua campanha:

1. Você pode mensurar os resultados da sua campanha

O aplicativo permite que você acesse relatórios sobre:

  • Quantas pessoas abriram o email.
  • Em quanto tempo eles leram o email?
  • Se foi aberto a partir de um computador ou dispositivo móvel.
  • Quantas vezes eles acessaram.
  • Quantas pessoas clicaram nos links vinculados no email.
  • Quantos compartilharam entre seus contatos.

Com essas estatísticas é muito fácil adaptar o seu conteúdo de acordo com a atitude dos usuários, e também detectar erros e consertá-los para a próxima campanha.

2. Use modelos padrão e design personalizável

Com um aplicativo de email marketing você usa o sistema de drag and drop (arrastar e soltar), ou seja, basta você pegar os objetos e arrastá-los para começar a criar.

Outra opção é usar os modelos padrão que podem ser adaptados a qualquer tipo de contexto.

Desta forma, você é mais eficiente no planejamento de emails e tem a possibilidade de personalizá-los ao seu gosto e com a segurança de contar com o suporte de um bom design.

email-marketing_modelos-de-email

Fonte: Hubspot

3. Listas de contatos bem organizadas

Escolher para quem você vai enviar sua campanha é muito importante. A segmentação dos contatos em sua agenda é um passo fundamental no mailing. Assim você garante que todos os usuários inativos, repetidos ou rejeitados não estejam na lista de destinatários. Um público-alvo específico e bem selecionado faz a diferença no sucesso da sua campanha.

4. Personalização, um fator fundamental

Parece um detalhe sem importância, mas o fato de seus clientes receberem os emails encabeçados com o próprio nome funciona muito bem. Você vê primeiro um email que contém seu nome no assunto, pois é uma palavra que você conhece de relance.

Aproveite essa dica pois contribui para o cliente continuar lendo o restante do texto. Com o aplicativo de email marketing você programa automaticamente esta opção. Já imaginou ter que escrever cada email um por um com cada nome de seus clientes?

5. Crie relações de confiança

O que você quer é que clientes antigos fiquem e que novos cheguem. Como conseguir isso? Se você analisar o rastreamento dos cliques que os destinatários fazem dentro do email, você pode tirar conclusões sobre o que cada um gosta ou se interessa.

Na próxima vez que você criar conteúdo, leve isso em consideração e mostre exatamente o que eles querem. Dessa forma os clientes ficam com seu conteúdo e há um fortalecimento do vínculo entre a marca (você) e o seu cliente!

6. Agendar a entrega do seu conteúdo

Outro ponto a favor dos aplicativos de email marketing é a possibilidade de agendar a entrega da campanha. Isso é uma vantagem especialmente durante as férias, fins de semana ou dias de folga. Você pode continuar enviando as suas newsletters sem preocupações, só terá de se preocupar em deixar tudo pronto para poder agendar o envio.

Tipos de email

Para finalizar a definição da sua campanha de email marketing, é importante que você conheça os diferentes tipos de conteúdo que existem, dependendo do tipo de campanha que deseja seguir.

1. Newsletters

Servem para comunicar notícias ou informações sobre um tema específico. Newsletters são enviadas periodicamente (dependendo da frequência que for decidida) para a lista de assinantes com o objetivo de manter e aumentar o interesse dos usuários pela marca. Permite criar uma imagem de marca ao mesmo tempo que ajuda a fortalecer o relacionamento com os clientes existentes. É uma forma de manter sua base de contatos atualizada, aumentar o tráfego para seus posts e, por sua vez, aumentar o engajamento.

ejemplo-newsletter-email-marketing

Fonte: Maple Cafe

2. Campanhas promocionais

Promovem uma oferta, produto ou serviço. As call to action (chamada à ação) são fundamentais para redirecionar esses usuários para as páginas promocionais do site que interessam.

ICC BR - EXTRA-i

Fonte: Extra

3. Emails de lead nurturing

Permitem que os usuários sejam educados e nutridos de acordo com seus interesses. Dessa forma, eles podem avançar no funil de marketing e, assim, implementar um sistema de pontuação de leads.

emails-de-lead-nurturing

Fonte: Uberflip

4. Emails RRSS

Eles permitem que você envie automaticamente as últimas novidades do blog.

emails-rrss

Além disso, para alcançar o maior número de pessoas com o conteúdo da sua marca, o melhor a fazer é combinar todos os canais digitais. Faça uso das redes sociais e permita que os usuários compartilhem seu conteúdo em seus perfis.

Conclusões sobre email marketing

Talvez você pense que a teoria é sempre mais fácil do que a prática, mas realmente acredito que se você começar a planejar suas estratégias de email marketing seguindo os passos mencionados, vai alcançar resultados muito em breve.

E sabe o que é bom no mailing? Qualquer outra opção que você considere sempre tem um custo maior.

Por isso lembre-se de que não existe uma fórmula secreta e perfeita para sua próxima campanha, mas agora você já sabe os passos para encontrar o que funciona melhor para o seu público-alvo.

Agora é sua vez! Já que não há regras quando se trata de promover sua marca por meio do marketing digital, experimente!

CTA - Post - Vertical- Desktop

Publicado em 08 de novembro de 2022.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

Fontes

  1. O que é fidelização de clientes: vantagens e estratégias para alcançá-la - Blog da InboundCycle
  2. Método SMART: o que é e como definir - Blog da InboundCycle
  3. Jornada do cliente: o que é e como defini-la em sua estratégia - Blog da InboundCycle
  4. Segmentação de mercado: o que é, estratégias, objetivos e vantagens - Blog da InboundCycle
  5. O que é lead, que tipos existem e para que servem? - Blog da InboundCycle
  6. Teste A/B no HubSpot: como e por que criá-lo - Blog da InboundCycle
  7. Spam: o que é? + boas práticas para seus emails não irem para o spam - Blog da InboundCycle

FAQ sobre estratégias de email marketing

  • O que é email de marketing?

    O email marketing é uma das ferramentas mais poderosas para criar uma comunicação direta com seu cliente. Não se trata apenas de enviar emails regularmente, mas de utilizar abordagens inovadoras e implementar diferentes ações coerentes aos objetivos comerciais e estratégicos da sua marca através do email.

  • Como fazer um email de marketing?

    Para começar a trabalhar em uma estratégia de email marketing, tente se colocar no lugar do seu cliente. Quantos emails você recebe diariamente? Quais deles chamam sua atenção de todos os que você recebe na sua caixa de entrada? Tome sua experiência pessoal como referência para sua estratégia.

    Na maioria dos casos, ao criar um email, você tem a intenção de aumentar as vendas ou o tráfego do seu site. Mas, além disso, você pode criar estratégias de email marketing para incentivar, reativar ou simplesmente recompensar os seus clientes com informações adicionais de interesse.

    O envio de email aproxima vocês dos seus clientes, portanto, aproveite esse contato para criar uma relação mais humana e menos artificial. Assim, siga esses passos:

    1. Análise da situação atual
    2. Definição dos objetivos e público-alvo
    3. Segmentação do banco de dados
    4. Estratégia de conteúdo
    5. Frequência de envio
    6. Análise dos resultados

Outros artigos que podem te interessar...

O que é remarketing no Google Ads e como implementar em sua estratégia
MQL: o que são e como conseguir mais
Como fazer remarketing no Facebook e conseguir os melhores resultados

O que você acha? Deixe um comentário!