<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

PageRank: O que é e como influencia o ranking do seu site no Google

menu_book 5 minutos de leitura

Quem trabalha com SEO (Search Engine Optimization) precisa usar todas as ferramentas ao seu dispor para rankear melhor nos resultados de busca, pois é isso que gera o maior volume de tráfego orgânico para os sites. De acordo com um levantamento do Sistrix, mais de 25% das pessoas clicam no primeiro resultado de pesquisa do Google, segundo que o segundo lugar leva apenas 15,7% dos cliques e o terceiro, 11%. Por isso é tão importante conhecer bem o PageRank (PR).

Neste artigo, iremos explicar o que é o PageRank, seu funcionamento e importância. Você também confere estratégias práticas para implementar e obter melhores resultados.

O que é o SEO PageRank que o Google usa?

O PageRank (PR) é um algoritmo criado pelo Google para classificar a importância de um site com base em seu número e qualidade de backlinks. Essa métrica representa a confiança e a autoridade de uma página: quanto maior o PR, maior a probabilidade da página ser exibida nos resultados de pesquisa.

Esse é o primeiro e mais conhecido algoritmo utilizado pela ferramenta de busca do Google. Seu conhecimento é crucial para entender como a plataforma mensura a relevância dos sites e como organiza a lista de links que aparecem nas buscas.

Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

O próprio Google explica o funcionamento desses algoritmos, que examinam vários fatores e sinais, como as palavras da consulta, a relevância e usabilidade das páginas, a especialidade das fontes e a localização e configurações do usuário. O peso de cada fator depende da natureza do que foi pesquisado: a data de publicação do conteúdo é mais importante em consultas sobre notícias recentes do que em definições do dicionário, por exemplo.

No entanto, o fator que mais pesa no PageRank é a quantidade e qualidade dos links recebidos. A InboundCycle explica tudo sobre essa estratégia neste artigo, mas em linhas gerais, ela refere-se aos links posicionados estrategicamente ao longo de um texto. Isso tem dois objetivos: guiar o leitor até a sua página que tenha uma ligação relevante ao que está lendo e gerar tráfego de qualidade para o blog.

Como se calcula PageRank?

O PageRank do Google é um dos conceitos mais importantes a se compreender para que seu site fique mais visível e tenha maior autoridade nos buscadores. Não basta conhecer as melhores estratégias de SEO: é preciso entender o cálculo por trás do algoritmo. 

A fórmula matemática foi criada por Larry Page e Sergey Brin, que depois virariam os fundadores do Google, e foi baseada nas cadeias de Markov. Em linhas gerais, cada site tem uma pontuação de 0 a 10, e os backlinks têm grande influência. Porém, o “peso” varia de acordo com três características básicas:

  1. Número de links
  2. Qualidade dos links
  3. Contexto em que ocorrem os cliques na página

Mas o que isso significa? Se seu site ou blog recebe backlinks de páginas com um bom rankeamento (ou seja, aquelas que o Google considera de qualidade e autoridade), seu próprio PageRank também vai subir. Por outro lado, links provenientes de páginas não valorizadas terão pouca influência na avaliação das suas.

Você ainda deve se preocupar com PageRank?

Em 2016, o Google anunciou que não disponibilizaria mais as informações do Pagerank dos sites para os usuários. Mas isso não significa que o algoritmo deixou de existir, ele só não está mais visível – a plataforma continua usando o conceito de autoridade de página e a influência dos links em seu algoritmo. O que mudou é que esse não é o  único fator decisivo para a classificação de um site nos resultados de pesquisa.

Logo, profissionais de marketing ainda devem se preocupar com boas práticas de rankeamento. Existem algumas ferramentas que podem ajudar nisso, tais como:

  • Moz: Oferece uma variedade de ferramentas e recursos que permite analisar a autoridade da página e a qualidade de backlinks, além de fazer auditoria nos sites e pesquisa por palavras-chave.
  • Majestic SEO: É uma plataforma reconhecida pelo seu amplo banco de dados de backlinks e sua capacidade de fornecer insights valiosos sobre a autoridade e a qualidade dos links.
  • Ahrefs: Tem no seu portfólio clientes como Shopify e Uber, ajudando essas empresas a auditar e otimizar seus sites e analisando os competidores. Também oferece o Rastreador de Classificação e permite que o profissional monitore as suas classificações do Google em computadores ou dispositivos móveis entre 170 países.
  • Sitechecker: Consolida todos os dados de desempenho de busca orgânica do Google Analytics, Google Search Console e dados de suas próprias ferramentas, oferecendo um conjunto de ferramentas. Assim, é possível monitorar, analisar e otimizar relatórios para aumentar o tráfego de busca orgânica, conversões e receita.
Nova call to action

Como ser bem rankeado no Google?

Lembre-se que o fator mais importante para o PageRank é a qualidade dos backlinks, então os esforços precisam se concentrar em fazer com que páginas bem valorizadas incluam links para seu site nos artigos postados. Essa não é uma tarefa fácil e requer ações de médio a longo prazo, por exemplo:

Desenhe uma excelente estratégia de conteúdo

Uma estratégia de conteúdo bem planejada é fundamental para alcançar um bom rankeamento nos resultados de busca do Google. À medida que o algoritmo se torna mais sofisticado, elementos como relevância, qualidade e a experiência do usuário são cruciais para determinar a classificação dos sites. Logo, é preciso desenhar uma excelente estratégia de conteúdo.

Tal processo precisa incluir:

  1. Conhecimento do público-alvo para criar conteúdo relevante e direcionado. Se a empresa não tiver uma buyer persona consolidada, faça pesquisas para identificar suas necessidades, desafios e interesses.
  2. Pesquisa de palavras-chave, identificando quais são relevantes para o seu nicho. Utilize ferramentas próprias para esse fim para encontrar termos relevantes com boa demanda e menor concorrência.
  3. Criação de conteúdo de qualidade, que fornece valor real aos usuários. Ele deve ser original, informativo, envolvente e bem estruturado, incluindo elementos visuais. Estudos mostram que posts com imagens costumam ter 650% mais engajamento do que artigos apenas com palavras.
  4. Otimização de títulos e meta descrições, que aparecem nos resultados de busca do Google. Crie títulos atrativos e cativantes, incorporando palavras-chave relevantes. As meta descrições devem resumir o conteúdo da página e incentivar os usuários a clicarem no seu link.

Implemente estratégias de colaboração mútua

Trabalhar em conjunto com outros sites relevantes do setor e especialistas estabelecidos pode fornecer benefícios significativos para o Pagerank.. A forma mais comum é o guest blogging, técnica de link building que consiste em publicar conteúdo em blogs de terceiro linkando para o seu site. Você também pode fazer entrevistas ou colaborar com especialistas do seu setor. Essas colaborações podem assumir a forma de entrevistas escritas, vídeos, webinars ou até mesmo podcasts. 

Esse formato já se firmou nas estratégias das marcas, especialmente no país. Segundo levantamento da Insider Intelligence, o Brasil é o terceiro maior consumidor de podcasts no mundo em números absolutos, com mais de 39 milhões de ouvintes. Em junho de 2022, 66% dos brasileiros disseram ouvir podcasts para finalidades de informação, enquanto 49% escutam com objetivo de ter entretenimento, e 32%, para educação.

Além de fornecer conteúdo valioso para o seu público, você pode aproveitar a autoridade e a visibilidade do especialista para alcançar um novo público e fortalecer sua própria credibilidade.

Use as redes sociais de forma seletiva

Para muitos, o Google é o principal mecanismo de busca, sendo utilizado em  92,2% de todas as pesquisas feitas no mundo. Porém, as novas gerações já demonstram um comportamento diferente: 40% dos jovens entre 18 e 24 anos (GenZ) preferem fazer suas pesquisas no TikTok e Instagram.

Ainda que as redes sociais não sejam um fator levado em consideração no Pagerank, elas influenciam o SEO de diversas formas. A mais importante é que o algoritmo entende que, se muitas pessoas compartilham os seus conteúdos, tais posts são úteis para o público-alvo. Clique aqui para saber como criar um plano social media em 10 etapas.

PageRank e sua importância para a estratégia de marketing

Trabalhar com SEO requer o uso de todas as ferramentas disponíveis para obter um melhor ranqueamento nos resultados de busca, pois isso gera um maior volume de tráfego orgânico para os sites. O PageRank desempenha um papel crucial nesse processo, usando um algoritmo próprio para medir a importância de um site com base em seus backlinks.

Embora o Google não divulgue mais publicamente as informações do PageRank, ele ainda é um fator relevante na classificação da plataforma. A qualidade e quantidade dos links recebidos são aspectos-chave para melhorar a visibilidade e autoridade de um site nos mecanismos de busca.

Para ser bem ranqueado no Google, é fundamental desenvolver uma estratégia de conteúdo de alta qualidade, direcionada ao público-alvo e otimizada com palavras-chave relevantes. Além disso, estabelecer colaborações mútuas com sites e especialistas do setor por meio de guest blogging, entrevistas ou outras formas de parceria pode impulsionar a autoridade e visibilidade do seu site.

Embora as redes sociais não sejam diretamente consideradas no PageRank, elas desempenham um papel importante no SEO. Compartilhamentos e engajamento social indicam ao algoritmo do Google que o conteúdo é valioso e útil para o público-alvo, aumentando as chances de um bom posicionamento nos resultados de busca.

Portanto, ao utilizar estratégias de link building, produzir conteúdo relevante e de qualidade, e aproveitar as redes sociais de forma seletiva, os profissionais de marketing têm a oportunidade de melhorar o ranqueamento de seus sites, aumentar a visibilidade e atrair um tráfego orgânico significativo.

Nova call to action

Publicado em 21 de agosto de 2023.

Revisado e validado por Susana Meijomil, Inbound Content Marketing Manager em InboundCycle

FAQ sobre pagerank

  • Quem criou o algoritmo de classificação que ainda é usado em mecanismos de busca na web hoje?

    A fórmula matemática foi criada por Larry Page e Sergey Brin, que depois virariam os fundadores do Google, e foi baseada nas cadeias de Markov. Em linhas gerais, cada site tem uma pontuação de 0 a 10, e os backlinks têm grande influência. Porém, o “peso” varia de acordo com três características básicas: número de links, qualidade dos links e contexto em que eles ocorrem os cliques na página.

  • Como saber meu PageRank?

    Em 2016, o Google anunciou que não disponibilizaria mais as informações do Pagerank dos sites para os usuários. Mas isso não significa que o algoritmo deixou de existir, ele só não está mais visível – a plataforma continua usando o conceito de autoridade de página e a influência dos links em seu algoritmo. 

  • Qual é a finalidade do PageRank?

    O PageRank é um algoritmo criado pelo Google para classificar a importância de um site com base em seu número e qualidade de backlinks. Essa métrica representa a confiança e a autoridade de uma página: quanto maior o PR, maior a probabilidade da página ser exibida nos resultados de pesquisa. 

    O próprio Google explica o funcionamento desses algoritmos, que examinam vários fatores e sinais, como as palavras da consulta, a relevância e usabilidade das páginas, a especialidade das fontes e a localização e configurações do usuário. O peso de cada fator depende da natureza do que foi pesquisado: a data de publicação do conteúdo é mais importante em consultas sobre notícias recentes do que em definições do dicionário, por exemplo.

Outros artigos que podem te interessar...

Digital branding: potencialize a imagem da sua marca com o design
Dor do cliente: o que é e como solucioná-la
Network marketing: o que é e como funciona

O que você acha? Deixe um comentário!