<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

O que é NFT e como funciona

menu_book 6 minutos de leitura

Você pode imaginar o que Leo Messi e Snoop Dog têm em comum? Exatamente, os NFTs. Tanto o jogador de futebol quanto o rapper estão na lista de celebridades que investiram na última tendência digital que quase todo mundo já ouviu falar. Mas definir, entender e usar NFTs é outra história.

É muito provável que ultimamente você tenha se deparado com a palavra “NFT”. Seu significado ainda é desconhecido para você. Talvez já tenha visto esse conceito mencionado na internet ou ele tenha surgido em alguma conversa casual, mas você ainda não sabe do que exatamente se refere a sigla “NFT”? Felizmente, você está no lugar certo e prestes a descobrir.

Neste post, explicamos o que é NFT e por que todo mundo está falando sobre ele. Você vai aprender como investir em NFTs, diferenças e semelhanças entre NFTs e criptomoedas, riscos dos NFTs e, finalmente, algumas curiosidades interessantes.

O que é NFT ou non fungible token?

NFT ou “non fungible tokens” são ativos criptográficos em uma blockchain com códigos de informação e metadados únicos que os distinguem entre si. Mas o que isso significa?

Da mesma forma que as criptomoedas, como o Bitcoin, NFTs são ativos digitais que podem ser comprados, vendidos e negociados à vontade, assim como qualquer outra coisa que você possua.

Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

No entanto, para realmente entender os NFTs, é interessante observar as palavras que os compõem:

  • Fungível: se algo é fungível, pode ser facilmente trocado por algo semelhante ou de igual valor. O Bitcoin é um ótimo exemplo de ativo digital fungível, pois cada Bitcoin tem o mesmo valor que qualquer outro.
  • Token: como pode ser deduzido da palavra “token”, os NFTs são efetivamente tokenizados. Isso significa que cada um é único e diferente de qualquer outro, incluindo outras versões do ativo no qual o NFT é baseado. Quando algo é tokenizado, é anexado um certificado digital de propriedade que o comprove.

Portanto, um “token não fungível” é um ativo digital único que não tem equivalente. Muitos dos ativos mais valiosos do mundo, como diamantes raros e obras-primas originais, como A Monalisa, são tão valiosos porque não são fungíveis, ou seja, são insubstituíveis e não possuem equivalente real.

Como funciona o NFT?

Seria o equivalente a qualquer outra obra de arte, embora tendo em conta a sua natureza digital. Como resultado, eles podem ser registrados na corrente de blocos, onde residem como tokens individuais do Ethereum. Todas as transações em que um NFT está envolvido são registradas neste tipo de livro público distribuído.

Como seu valor é determinado principalmente pelo mercado e pela demanda, eles podem ser comprados e vendidos como outros tipos de arte física. A vantagem é que os dados exclusivos dos NFTs facilitam a verificação e validação de sua titularidade e transferência de tokens entre proprietários.

Por se tratar de informações que não podem ser alteradas, não apenas funcionam bem para apoiar as vendas de arte, mas suas aplicações se estendem ao mundo dos negócios (associados a produtos, como vinhos) ou ao jornalismo, onde representam a propriedade de publicações importantes, como artigos de pesquisa, entre outros. Essa onipresença, aliada ao fato de que cada vez mais nomes conhecidos no mundo das artes, esportes e entretenimento estão investindo neles, contribui para catapultar sua popularidade.

Nova call to action

Alguns exemplos de NFTs reais

Como diz o ditado, “uma imagem vale mais que mil palavras”, e a melhor forma de entender no que consiste um NFT é olhando alguns exemplos. A seguir, deixamos alguns dos NFTs mais valiosos até o momento:

Everydays: The First 5000 Days

Esta é uma obra de arte digital criada por Mike Winkelmann, mais conhecido como Beeple. A obra é uma colagem de 5.000 imagens digitais criadas por Winkelmann para sua série Everydays. Seu token não fungível (NFT) associado foi vendido por US$ 69,3 milhões, tornando-se o primeiro na lista dos tokens não fungíveis ​​mais caros.

ejemplo-nft-1

CryptoPunks

CryptoPunks é um dos primeiros projetos de token não fungíveis desenvolvidos no Blockchain do Ethereum. O projeto consiste em 10.000 retratos de 24 x 24 pixels gerados por algoritmos que apresentam atributos aleatórios, como se a pessoa estivesse usando um chapéu ou fumando um cachimbo.

ejemplo-nft-2

Bored Apes

Este é um projeto de avatar NFT limitado construído no Ethereum. Existem apenas 10.000 Bored Apes, tornando-os extremamente raros. Além de ser raro e atraente, cada peça Bored Ape NFT se converte em uma assinatura de um hangout online exclusivo. Junto com os CryptoPunks, os NFT Bored Apes parecem ter chegado para ficar. Com o tempo, os Bored Apes podem até se tornar peças de arte icônicas representando a ascensão do metaverso; por enquanto, alguns sortudos podem brindar com eles, graças a The Bored Wine Company.

ejemplo-nft-3

Como investir em NFTs?

Sabendo o que é NFT, vamos ao importante: como investir em bons tokens fungíveis e obter rendimento econômico?

Tecnologia Blockchain, como funciona?

O Blockchain ou “corrente de blocos” é uma tecnologia de registro desenvolvida para impossibilitar a invasão do sistema ou a falsificação dos dados nele armazenados, tornando-o seguro e imutável.

Possui um sistema digital para registrar transações e dados relacionados em vários lugares ao mesmo tempo. Cada computador em uma rede blockchain mantém uma cópia do registro para evitar um único ponto de falha, já que todas as cópias são atualizadas e validadas simultaneamente.

A criptomoeda Bitcoin, lançada em 2009, foi o primeiro aplicativo popular a usar com sucesso a tecnologia Blockchain.

Nueva llamada a la acción

Compra e venda de NFT

Criptomoedas são absolutamente necessárias para poder investir em NFTs. Na verdade, o primeiro passo para entrar nesse mundo requer a abertura de uma carteira digital. Sim, é essencial trocar dinheiro por moedas digitais, algo que você pode fazer ao ingressar em uma bolsa de criptomoedas.

Por último, você só precisa entrar em um mercado NFT, onde usará suas criptomoedas para comprar uma cota de dados, que representa sua pequena porção do espaço de propriedade digital na corrente de blocos.

Após seguir esses passos, você já estará por dentro do mundo NFT!

NFTs e criptomoedas: diferenças e semelhanças

Embora tenham muito em comum, criptomoedas e NFTs são coisas diferentes. Para entender como são semelhantes e quais são seus pontos de divergência, vamos analisar ambos:

Semelhanças entre NFTs e criptomoedas

  • Tecnologia. Tanto as criptomoedas quanto os NFTs são baseados na mesma tecnologia. Ou seja, ambos são construídos usando a mesma programação e codificados com o mesmo software subjacente.
  • Tipo de ativo e notoriedade. Ambos são ativos digitais e, embora a criptografia tenha surgido primeiro, o público em geral começou a ouvir falar de ambos ao mesmo tempo, no final dos anos 2010.
  • Perfil do investidor. De acordo com a Forbes, NFTs são rotineiramente comprados e vendidos com cripto, e ambos tendem a atrair os mesmos apostadores: o mundo dos NFTs se ramificou da cultura criptográfica.
  • Ambiente. Ambos são protegidos em carteiras digitais e registrados na corrente de blocos, o que garante que as informações que eles contêm permaneçam intactas.

Diferenças entre NFT e criptomoedas

  • Natureza. Os NFTs são ativos digitais exclusivos e as criptomoedas são o dinheiro digital usado para comprar esses ativos. NFTs ou tokens não fungíveis não são um tipo de criptomoeda, mesmo quando a criptomoeda é considerada “um token” em vez de uma moeda.
  • Valor. A grande diferença está no valor, pois:
    • O valor da criptomoeda é puramente econômico: seu valor vem de sua utilidade como moeda ou investimento.
    • Os NFTs, por outro lado, têm valor econômico e não econômico. Artistas, por exemplo, podem usar NFTs para distribuir, monetizar e até mesmo autografar seus trabalhos. Estes permaneceriam disponíveis para qualquer investidor ou colecionador investir neles usando a criptomoeda para fazê-lo.

Nova call to action

Riscos e problemas de NFTs e cripto arte

Ainda há quem se pergunte se a moda NFT será algo temporário. É difícil prever se essa tendência é passageira ou vai durar. De qualquer maneira, uma forma realista de avaliar suas possibilidades para o futuro é analisando os principais riscos e desafios que afetam os NFTs.

É claro que os tokens não fungíveis estão associados a oportunidades interessantes, mas, ao mesmo tempo, a incerteza que os envolve é um dos seus grandes contras. Esses ativos digitais estão expostos a flutuações radicais e riscos potenciais, como:

  • Atualizações legislativas e diferenças regulatórias entre os países.
  • Irregularidades ao proceder à sua avaliação por falta de padronização.
  • Problemas associados à propriedade intelectual e seus direitos.
  • Cibersegurança e riscos de fraude.
  • Desafios no combate à lavagem de dinheiro.
  • Riscos que afetam contratos inteligentes e complicações associadas à manutenção de NFTs.
  • Complicações em relação à consideração de NFTs como valores mobiliários.
  • Desafios da governança socioambiental.

5 curiosidades sobre NFT

Para terminar este post, deixo 5 curiosidades sobre NFT que podem ser do seu interesse.

1. Qualquer coisa digital pode se tornar um NFT

Até mesmo nomes de domínio, ativos de jogos, tweets, músicas e vídeos. Apenas estabelecendo uma prova de propriedade, há muito mais do que se acredita existir que pode ser vinculado a um contrato inteligente.

2. Artistas NFT podem receber direitos autorais por tempo indeterminado

Ao contrário da arte tradicional, onde o artista renuncia a todos os vínculos uma vez que a obra é vendida, os NFTs permitem que você gere renda contínua. Graças à tecnologia Blockchain e aos contratos inteligentes, mesmo depois que uma peça tenha mudado de mãos diversas vezes, os artistas originais ainda podem receber uma porcentagem de cada venda, que normalmente varia de 5 a 10%.

3. O mercado de NFT cresceu 18.000% em 12 meses

Nos primeiros seis meses de 2020, o mercado NFT gerou uma receita impressionante — especificamente US$ 13,7 milhões em vendas. Incrível, verdade? Pois bem: nos primeiros seis meses de 2021 foram registrados US $ 2,5 bilhões em vendas.

4. Falsificações não existem no mundo dos NFTs

Alguns especialistas alertam que mais de 50% das obras de arte no mercado provavelmente são falsas, então os riscos de investir em arte física são grandes. Os NFTs fornecem uma solução para isso, oferecendo aos artistas uma maneira de provar a proveniência e estabelecer uma cadeia de propriedade usando o livro-razão da corrente de blocos.

5. O primeiro tweet foi vendido como um NFT por milhões de dólares

O criador do Twitter, Jack Dorsey, vendeu o primeiro tweet que postou em 21 de março de 2006 na forma de um NFT por $ 2,9 milhões.

Agora que você sabe o que é NFT, teria coragem de investir neles? Usaria eles como parte de sua estratégia de negócio? Espero que este artigo tenha sido útil e interessante. Quero vê-lo nos comentários para poder responder às suas perguntas.

Nueva llamada a la acción

Publicado em 13 de setembro de 2023.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil

FAQ sobre o que é NFT

  • O que é o NFT e como funciona?

    NFT ou “non fungible tokens” são ativos criptográficos em uma corrente de blocos de  com códigos de informação e metadados únicos que os distinguem entre si.

    Da mesma forma que as criptomoedas, como o Bitcoin, NFTs são ativos digitais que podem ser comprados, vendidos e negociados à vontade, assim como qualquer outra coisa que você possua.

    Portanto, um “token não fungível” é um ativo digital único que não tem equivalente. Muitos dos ativos mais valiosos do mundo, como diamantes raros e obras-primas originais, como A Monalisa, são tão valiosos porque não são fungíveis, ou seja, são insubstituíveis e não possuem equivalente real.

  • Como funciona o NFT?

    Seria o equivalente a qualquer outra obra de arte, embora tendo em conta a sua natureza digital. Como resultado, eles podem ser registrados na corrente de blocos, onde residem como tokens individuais do Ethereum. Todas as transações em que um NFT está envolvido são registradas neste tipo de livro público distribuído.

    Por se tratar de informações que não podem ser alteradas, não apenas funcionam bem para apoiar as vendas de arte, mas suas aplicações se estendem ao mundo dos negócios (associados a produtos, como vinhos) ou ao jornalismo, onde representam a propriedade de publicações importantes, como artigos de pesquisa, entre outros.

  • Para que serve os NFTs?

    Da mesma forma que as criptomoedas, como o Bitcoin, NFTs são ativos digitais que podem ser comprados, vendidos e negociados à vontade, assim como qualquer outra coisa que você possua.

    Como seu valor é determinado principalmente pelo mercado e pela demanda, eles podem ser comprados e vendidos como outros tipos de arte física.

  • Qual a vantagem de comprar NFT?

    A vantagem é que os dados exclusivos dos NFTs facilitam a verificação e validação de sua titularidade e transferência de tokens entre proprietários.

Outros artigos que podem te interessar...

Dor do cliente: o que é e como solucioná-la
Network marketing: o que é e como funciona
Os 10 erros de marketing digital para MEIs que devem ser evitados

O que você acha? Deixe um comentário!