<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Marketing viral: o que é, vantagens e exemplos para sua estratégia

Atualmente, tanto a internet como as redes sociais fazem parte do dia a dia das pessoas, permitindo atingir um público muito amplo e comunicar-se com ele de formas muito diversas. Por isso, sua estratégia de marketing deve aproveitar essas ferramentas com o fim de alcançar melhores resultados.

Assim sendo, o tópico de hoje é o marketing viral: uma estratégia para que suas ações de marketing cheguem a um público mais amplo e tenham o maior impacto possível. Vamos lá!

O que é o marketing viral

O marketing viral é uma estratégia de comunicação cujo objetivo é que os usuários transmitam a mensagem da sua marca uns aos outros, para que sua popularidade cresça rapidamente.

Mas o que é um conteúdo viral? É aquele que alcança uma grande quantidade de visualizações em pouco tempo, graças à sua difusão na internet.

As características mais importantes do marketing viral são:

  • Inclui todas as técnicas do marketing que são utilizadas offline, mas usa, sobretudo, as redes sociais, que são o meio mais apto para a divulgação rápida e simplificada de conteúdos.
  • Seu objetivo é o reconhecimento de marca.
  • Para isto, esta estratégia visa estender o alcance da mensagem da forma mais rápida possível de pessoa para pessoa, ou seja, que a decisão de compartilhar o conteúdo seja dos próprios usuários.
Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

Vantagens do marketing viral

Criar uma campanha de marketing viral bem sucedida não é nada simples. E, no entanto, são muitas as marcas que investem várias horas, um esforço tremendo e uma grande quantidade de trabalho para desenvolvê-las. Por que? Por causa das muitas vantagens que este tipo de marketing apresenta:

vantagens-do-marketing-viral

Baixo custo

Em primeiro lugar, porque as campanhas virais pressupõem um custo muito pequeno para os departamentos de marketing, já que o trabalho de difusão é realizado pelos próprios usuários.

Grande alcance

Em segundo lugar, porque, com um investimento mínimo, é possível conseguir um alcance enorme, até global, em um intervalo de tempo muito curto.

Não é invasivo

Além disso, o marketing viral não é invasivo, muito pelo contrário: os usuários procuram conteúdo para compartilhar, que lhes chame a atenção.

Multidifusão

Dessa forma, este alcance é atingido em uma grande variedade de canais, posto que são os próprios usuários que decidem por onde difundir o conteúdo. Ou seja, é possível chegar a um público muito amplo.

Construção de marca

Finalmente, o marketing viral potencializa a notoriedade e reputação da marca porque associa valores positivos e virais à empresa.

Nova call to action

O receptor da mensagem participa de forma ativa

O marketing viral também aumenta a qualidade do impacto, justamente porque o usuário não se limita a receber a mensagem, mas sim participa de forma ativa com o conteúdo e se envolve com ele.

O que um conteúdo deve ter para ser viral? 

Com certeza a essa altura você está se perguntando como deveria ser o conteúdo ideal, que viraliza imediatamente após seu lançamento.

Pois bem, o certo é que não existe uma fórmula mágica. Isto é, não está claro qual é este componente definitivo que dá um “clique” em um número tão grande de usuários para que escolham compartilhá-lo de forma massiva.

No entanto, o que está claro é que todos os conteúdos virais compartilham de uma série de características essenciais que você deve aplicar para incentivar a viralização deles. Vamos ver a seguir:

Dicas para viralizar seus conteúdos

Para que seu conteúdo seja fácil de viralizar, você deve:

marketing-viral-anuncio

Focar no que o seu público gosta

Antes de lançar o seu anúncio, você deve pesquisar sobre a sua buyer persona e assegurar-se do que ela gosta, do que lhe interessa, o que ela quer consumir… e deverá levar em conta aspectos culturais, demográficos ou de gênero, assim como todas as demais variáveis que possam influenciar.

Ser original

Isso, sem dúvida, é mais fácil falar do que fazer; mas para que seu conteúdo se destaque, chame a atenção e atraia compartilhamentos, deve ser diferente do resto. Quer uma dica? Aposte no humor: todos nós gostamos de rir!

Provocar emoções

A carga emotiva é um motor muito potente de viralização, já que nos causa identificação com certos comportamentos e condutas. Aqui vale a insistência: a felicidade (o riso) é, por excelência, a emoção que mais gostamos de sentir. 

Escolher corretamente a plataforma

Aqui recai de novo a importância de conhecer sua buyer persona, já que seu anúncio deve ser pensado para alcançar o seu cliente ideal e, portanto, deve aproveitar os canais de comunicação que ele costuma utilizar. Por exemplo, se o seu público for mais jovem, o ideal seria publicar o conteúdo no Instagram ou no TikTok, e não no Facebook, onde os usuários são consideravelmente mais velhos.

Utilizar #hashtags, menções e copies precisos

Desta forma, seu anúncio terá ainda mais visibilidade, será visto por mais público, e terá mais possibilidades de viralizar.

Interagir com a comunidade

Fazendo isso você gerará relações com sua audiência, que compartilhará seus posts nas redes sociais e reagirá ao conteúdo. Uma ideia é organizar desafios ou responder perguntas.

Não limitar o acesso

Apesar do anúncio ser focado em chamar a atenção da sua buyer persona, permita que todos os usuário possam chegar até sua marca e seu conteúdo. Desta forma será mais simples que eles viralizem e que outros meios façam eco à sua campanha.

Tomar muito cuidado com a temática dos conteúdos

Isto é o mais importante, e por isso vamos salientá-lo. Seguir as tendências que estão na moda (dancinhas, memes, filtros…) é chave para conseguir viralizar, pois elas apostam em conteúdos que já estão chamando a atenção, ou seja, que o público gosta e tem interesse. Para ter ideias de conteúdo, é importante estudar a concorrência e ver o que está funcionando em seu setor de mercado, e, com certeza, manter-se atualizado das novas tendências. Para isso, você pode utilizar alguma dessas ferramentas:

  • Trends24: mostra os conteúdos que são tendência nos últimos dias e inclusive nas últimas horas.
  • Google Trends: esta plataforma mostra quais temas são os mais buscados no Google, isto é, o que mais interessa ao público. Além disso, você pode filtrar os resultados por zonas geográficas.

  • YouTubeTrends: esta ferramenta funciona de forma análoga ao Google Trends, e mostra as tendências na plataforma de vídeos do YouTube por zonas geográficas.
  • TikTokDiscover: esta é a ferramenta para conhecer as tendências no TikTok, desde qual música é a mais utilizada até as hashtags mais comuns, as contas mais populares, os vídeos mais vistos…

Nova call to action

Recomendações por plataforma

Como podemos ver, as redes sociais são a base do marketing viral, já que são o canal perfeito para a divulgação do conteúdo e para o reconhecimento de marca.

No entanto, o reconhecimento de marca não é tudo o que se consegue graças ao marketing viral, sendo que também é possível alicerçar nele as bases para uma grande estratégia de inbound marketing.

Isso acontece porque as redes sociais oferecem tudo o que os conteúdos de inbound marketing necessitam para cumprir seus objetivos:

  • Atração. Como você viu, as redes sociais são ideais para chamar a atenção dos usuários, e o marketing viral é ótimo, entre outras coisas, para gerar debates e conversas. Ou seja, são um canal perfeito para atrair o usuário.
  • Difusão. O objetivo do marketing viral é a difusão do conteúdo, algo do qual dependem as estratégias de inbound marketing. Por isso as redes sociais são tão importantes para ambos, já que sem elas seria muito mais complicado fazer com que um conteúdo dentro de uma campanha de inbound marketing chegue ao consumidor.
  • Atenção. De novo, as redes sociais facilitam que o usuário seja ativo e participe do conteúdo, por exemplo: comentando, compartilhando, curtindo ou até criando conteúdo como resposta. E neste sentido, o marketing viral potencializa muito esse processo.
  • Divulgação. As redes sociais são a vitrine das empresas para com o público, isto é, um espelho de sua reputação. E esta reputação influenciará em todas as demais ações que a empresa venha a realizar. Por isso é tão importante que o conteúdo publicado nas redes seja adequado, já que o contrário poderia frear toda a estratégia de inbound.

Contudo, para poder aproveitar todas estas vantagens é necessário adaptar a cada rede social os conteúdos que você deseja viralizar, pois cada uma delas funciona de forma distinta e tem um público diferente. As características fundamentais que você deve conhecer de cada uma são:

  • O Facebook é a rede social mais utilizada a nível mundial e o seu público majoritário são pessoas entre 25 e 34 anos. No entanto, também é a rede que cresce em menor ritmo.
  • O Instagram é a rede social onde se concentra o maior número de influencers. É uma rede muito visual, por isso as fotografias e os vídeos são essenciais.
  • O TikTok é a rede social que está crescendo mais rapidamente e que marca o passo das outras (de fato, o Instagram está adaptando seu algoritmo e suas funcionalidades para parecer-se com ele). Portanto, para estar em dia com as novas tendências, é uma rede social que você não pode perder de vista. 
  • O YouTube se caracteriza por sua massividade, pois é uma das redes sociais mais importantes da América Latina. É caracterizado pela facilidade na relação com as buscas e também reúne um bom número de influencers. Um dos formatos mais populares no YouTube são os tutoriais.
  • O Twitter é uma rede social muito ágil por seu conteúdo breve mas contundente, e com certeza é a rede que mais define a atualidade. Contudo, o impacto de seus conteúdos tende a ser muito breve, de modo que é uma plataforma para se utilizar de forma momentânea.

Para triunfar em sua estratégia de marketing viral, será essencial o planejamento de uma estratégia de social media. Ora, se as publicações variam segundo as tendências e notícias, será imprescindível a publicação frequente em suas redes, segundo esta recomendação:

3 - vantagens do marketing viral

Pode ser que, à primeira vista, pareçam conteúdos demais para poder abarcar a todas as redes sociais, mas não se preocupe: você pode reutilizar os conteúdos de uma rede em outra adaptando-os às características das diferentes plataformas.

5 exemplos de marketing viral nas diferentes redes sociais

Agora que já vimos como funcionam as campanhas de marketing viral e todos os benefícios que podem ser obtidos com elas, é hora de ver alguns exemplos que sirvam de inspiração:

1. Crocs

Em primeiro lugar, vamos falar da famosa marca de calçados Crocs. Esta empresa criou um filtro para que todos os seus seguidores o utilizassem e se tornasse tendência. A hashtag #GetCrocd with them and join the challenge começou a ser utilizada por influencers como @tooturnttony neste divertido vídeo no TikTok:

@crocs The tooturnt fam LOVES their Crocs. So #GetCrocd with them and join the challenge. @tooturnttony ♬ original sound - Crocs

2. Maybelline

No Instagram Reels, uma importante tendência dos últimos anos nos vídeos de maquiagem são os tutoriais de make-up e os vídeos de “antes e depois”. A Maybelline compreendeu a tendência unindo-se ao conteúdo no Instagram junto a influencers e tiktokers que mostram os produtos.

3. Coca-Cola

Em uma entrevista, o famoso jogador de futebol Cristiano Ronaldo rejeita a bebida Coca-Cola. Para não deixar passar essa oportunidade, o vídeo foi editado como se Cristiano Ronaldo estivesse passando a bebida a um chileno para que ele fizesse um drinque típico do país: a “Piscola”.

4. Milo

A marca Milo utilizou um vídeo viral muito famoso no Chil e, “El tarro”, para fazer publicidade de seu produto através da continuação da história do viral:

5. Associação ALS

A hashtag #ALSIceBucketChallenge da Associação ALS se tornou um desafio a nível mundial graças a sua rápida viralização. O desafio consistia em derramar sobre si um balde cheio de gelo, e realizá-lo de forma cada vez mais divertida. Ao final, até cantores e celebridades se uniram e participaram, o que foi a cereja do bolo. Esta ação teve um grande impacto na aceleração das pesquisas sobre a esclerose lateral amiotrófica (ALS, na sigla em inglês.)

 

Definitivamente, o poder do conteúdo viral é imenso. Como vimos, ele permite alcançar grupos de usuários enormes e conduzi-los até o funil de marketing da empresa para que conheçam a marca e seu produto, e o acabem comprando.

Então, aproveite esse poder e não deixe passar a oportunidade de melhorar os resultados de suas ações de marketing!

Nova call to action

Publicado em 17 de julho de 2023

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

FAQ sobre marketing viral

  • O que consiste o marketing viral?

    O marketing viral é uma estratégia de comunicação cujo objetivo é que os usuários transmitam a mensagem da sua marca uns aos outros, para que sua popularidade cresça rapidamente.

  • O que é necessário considerar para aplicar o marketing viral?

    Um conteúdo viral é aquele que alcança uma grande quantidade de visualizações em pouco tempo, graças à sua difusão na internet.

    As características mais importantes do marketing viral são:

    • Ele inclui todas as técnicas do marketing que são utilizadas offline, mas usa, sobretudo, as redes sociais, que são o meio mais apto para a divulgação rápida e simplificada de conteúdos.
    • Seu objetivo é o reconhecimento de marca.
    • Para isto, esta estratégia visa estender o alcance da mensagem da forma mais rápida possível de pessoa para pessoa, ou seja, que a decisão de compartilhar o conteúdo seja dos próprios usuários.
  • Quais as vantagens do marketing viral?

    • Baixo custo: as campanhas virais pressupõem um custo muito pequeno para os departamentos de marketing, já que o trabalho de difusão é realizado pelos próprios usuários.
    • Grande alcance: com um investimento mínimo, é possível conseguir um alcance enorme, até global, em um intervalo de tempo muito curto.
    • Não é invasivo.
    • Multidifusão: O alcance é atingido em uma grande variedade de canais, posto que são os próprios usuários que decidem por onde difundir o conteúdo. Ou seja, é possível chegar a um público muito amplo.
    • Construção de marca: o marketing viral potencializa a notoriedade e reputação da marca porque associa valores positivos e virais à empresa.
    • Participação do receptor da mensagem: O marketing viral também aumenta a qualidade do impacto, justamente porque o usuário não se limita a receber a mensagem, mas sim participa de forma ativa com o conteúdo e se envolve com ele.
  • Como viralizar marketing?

    • Foque no que o seu público gosta: Antes de lançar o seu anúncio, você deve pesquisar sobre a sua buyer persona e assegurar-se do que ela gosta, do que lhe interessa, o que ela quer consumir…
    • Seja original: Para que seu conteúdo se destaque, chame a atenção e atraia compartilhamentos, deve ser diferente do resto. Quer uma dica? Aposte no humor: todos nós gostamos de rir!
    • Provoque emoções: A carga emotiva é um motor muito potente de viralização, já que nos causa identificação com certos comportamentos e condutas.
    • Escolha corretamente a plataforma: Aqui recai de novo a importância de conhecer sua buyer persona, já que seu anúncio deve ser pensado para alcançar o seu cliente ideal e, portanto, deve aproveitar os canais de comunicação que ele costuma utilizar.
    • Utilize hashtags, menções e copys precisos: Desta forma, seu anúncio terá ainda mais visibilidade, será visto por mais público, e terá mais possibilidades de viralizar.
    • Interaja com a comunidade: Fazendo isso você gerará relações com sua audiência, que compartilhará seus posts nas redes sociais e reagirá ao conteúdo.
    • Não limite o acesso: Apesar do anúncio ser focado em chamar a atenção da sua buyer persona, permita que todos os usuário possam chegar até sua marca e seu conteúdo. Desta forma será mais simples que eles viralizem e que outros meios façam eco à sua campanha.
    • Tome cuidado com a temática dos conteúdos: Seguir as tendências que estão na moda (dancinhas, memes, filtros…) é chave para conseguir viralizar, pois elas apostam em conteúdos que já estão chamando a atenção, ou seja, que o público gosta e tem interesse. Para ter ideias de conteúdo, é importante estudar a concorrência e ver o que está funcionando em seu setor de mercado, e, com certeza, manter-se atualizado das novas tendências.
Ver más

Outros posts que podem te interessar...

Atração de tráfego Como criar campanhas de link building: guia completo
Por Jalusa Lopes en
Atração de tráfego Pesquisa por voz ou Voice Search: o que é, características e SEO
Por Victor Canelada en
Atração de tráfego Reputação digital: o que é, sua importância e como cuidar dela
Por Susana Meijomil en
Atração de tráfego Como aparecer no Google News e aumentar sua presença online
Por Ana Claudia Ferreira en

O que você acha? Deixe um comentário!