<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Marketing sensorial: exemplos, vantagens e como aplicá-lo

Em um mundo altamente competitivo e repleto de marcas, a diferenciação é fundamental. É por isso que cada vez mais as empresas usam diferentes técnicas para atrair a atenção de potenciais clientes. Entre elas, o marketing sensorial para gerar valor e atingir seus objetivos.

Este artigo traz mais informações sobre essa estratégia, com mais detalhes sobre sua compatibilidade com os ambientes digitais.

O que é marketing sensorial?

O marketing sensorial é uma técnica que busca gerar valor a partir de ações emocionais e comportamentais. A criação desses sentimentos costuma estar ligada à venda de produtos, serviços ou experiências.

O marketing sensorial apela para os cinco sentidos, criando emoções e sensações que contribuem para uma boa experiência do consumidor. O objetivo é simples: criar uma associação positiva e gerar maior reconhecimento de marca.

Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

Tipos de marketing sensorial

Existem cinco tipos de marketing sensorial, classificados de acordo com qual sentido apelam:

  • Marketing visual: é percebido através da visão.
  • Marketing auditivo: é percebido pelo ouvido.
  • Marketing olfativo: é percebido pelo nariz.
  • Marketing gustativo: é percebido pelo paladar.
  • Marketing tátil: é percebido pelo toque.

Vantagens do marketing sensorial

Quando executada corretamente, esta técnica traz as seguintes vantagens:

  • Conexão com consumidores em um nível superior: cria sensações, sentimentos e experiências que se associam a uma marca ou produto. Assim, favorece a proposta única de valor, aspecto fundamental para a fidelização.
  • Favorece a diferenciação: o valor agregado diferencia o empreendimento da concorrência.
  • Reforça o branding e fortalece a marca: cria-se reconhecimento e associação na mente do consumidor com aspectos positivos.

Exemplos de Marketing Sensorial

Pode ser fácil associar o marketing sensorial a propagandas físicas, mas e no mundo digital? Confira alguns exemplos que ajudam a ilustrar essa técnica:

Marketing visual

De todos os sentidos a que o marketing sensorial apela, este é o mais utilizado e popular. Para muitos, a visão é o sentido mais importante e o mais utilizado no dia a dia. É o fator principal das primeiras impressões e, quanto melhor ela acontecer, mais favorável o cliente será para sua marca. 

Nesse aspecto, todas as marcas têm o mesmo propósito: diferenciação e reconhecimento. Se você não se destaca, você não existe.

InboundCycle

A empresa responsável por este blog está mais do que ciente da importância das primeiras impressões. Portanto, se você explorar nosso site, vai ver pontos como: 

  • Harmonia e coerência em todos os lados: uma imagem de marca consolidada e reconhecível, com o logotipo presente em toda a lateral e uma paleta de cores coerente.
  • O uso de imagens de qualidade, pessoais e únicas.
  • Navegação fácil, tornando acessível o que o usuário precisar a todo momento.

Esta é uma imagem do blog de inbound marketing e vendas da InboundCycle Brasil

Fonte: InboundCycleEsta é uma imagem da página inicial da InboundCycle Brasil

Fonte: InboundCycle
Esta é uma imagem da página de serviços de inbound marketing da InboundCycle Brasil

Fonte: InboundCycle

 

Com todos esses elementos visuais, um potencial cliente entende o cuidado que a InboundCycle tem e já sabe o que esperar dos serviços contratados.

Nueva llamada a la acción

Marketing olfativo

Se você pensar em um exemplo, é bem provável que tenha se lembrado de restaurantes ou lanchonetes. Ou talvez o cheiro representativo de uma loja de roupas ou de pão quentinho saindo do forno. 

No entanto, essas situações são do mundo offline. Como aplicar o marketing olfativo por meio de uma tela?

Com o Inbound Marketing, é possível acompanhar o usuário em todo o seu processo de compra. Isso implica oferecer conteúdos adequados no momento certo e esse é um ponto fundamental: o conteúdo nem sempre precisa ser digital, mas deve ser um incentivo para que o cliente tome uma ação. 

Um método muito comum de marketing olfativo é dar amostras grátis, principalmente em marcas de perfume. Confira estas dicas: 

  1. No momento da venda física, ofereça a amostra em troca de um e-mail: você vai captar leads de pessoas que podem corresponder a sua buyer persona, aumentando o número de informações sobre os consumidores. 
  2. Impacte sua base de contatos: ofereça a oportunidade de experimentar novidades em e-mails informativos e atraentes. 

Obviamente, essa técnica não é para todos, e vai depender do seu setor e produto. Mas essas ações podem ser usadas em diferentes casos, como veremos a seguir. 

YvesRocher

A cadeia francesa de cosméticos faz amplo uso do marketing de perfumes e gosta de promover seus novos produtos por meio da sua newsletter. Basta entrar no site para se inscrever e ficar por dentro das e combinações incríveis de aromas encontrados na loja.

Dunkin' Donuts

Em 2012, a empresa americana lançou uma campanha inovadora na Coreia do Sul, chamada “Flavor Radio” (ou “Rádio com Sabor”): borrifadores com aroma de café foram instalados em diferentes ônibus de Seul, sendo acionados cada vez que o anúncio da Dunkin' Donuts passava na rádio.

O objetivo era simples: associar o desejo de café ao Dunkin' Donuts. Os resultados falam por si: mais de 350 mil pessoas impactadas, aumento de 16% de visitas às lojas e 29% nas vendas. Surpreendente, certo?

Marketing auditivo

Muitas lojas de roupas ou supermercados possuem seus próprios jingles, que vem à mente na hora de fazer as compras. Se isso acontece com você, é porque a empresa fez um ótimo trabalho. 

Ao contrário do marketing visual, pode-se experimentar o marketing de áudio mesmo durante outras atividades. Por exemplo, na prática de esportes ou no caminho até o trabalho. Não é apenas a música que ocupa esse espaço:

  • Podcast: por que não começar sempre com o mesmo áudio, como se fosse uma vinheta? É possível associar-se, destacar-se e diferenciar-se.
  • Vídeo: quem não se lembra da conhecida música introdutória da 20th Century Fox no início de seus filmes? Ou o da Disney com o castelo?

Netflix

Um dos reis digitais da atualidade, afinal, quem não conhece seu famoso “tu-dum”? Um som tão simples tornou-se fator de reconhecimento da plataforma e criou uma associação na mente do consumidor: vincular esse som com entretenimento, lazer e diversão.

O som foi tão característico que a empresa batizou seu festival de “Tudum”. O evento global voltado para os fãs traz trailers, anúncios e novidades exclusivas da plataforma, com a presença de celebridades que já participaram de suas séries e filmes. Só em 2022, a transmissão contou com mais de 950 milhões de visualizações.

Nueva llamada a la acción

Marketing gustativo

Quem nunca foi parado na rua por alguém oferecendo uma “provinha”? Pode ser de uma nova bebida, um doce, um novo sabor... Agora é ainda mais fácil encontrar máquinas em diferentes centros comerciais ou lojas que oferecem produtos gratuitos.

As possibilidades são muitas, o que fica claro é a intenção: atingir o consumidor através do paladar

Gelt

Este aplicativo permite que o usuário tenha desconto em diversos produtos, ou até mesmo compras gratuitas ao devolver parte do valor em diferentes supermercados. O Gelt nasceu como um contraste com os cupons clássicos e se tornou uma plataforma de grande sucesso e em rápida expansão. 

Parte da sua estratégia é o apelo ao paladar. É uma oportunidade para os consumidores conhecerem seus produtos, experimentá-los, saboreá-los e, se gostarem, comprar no futuro. Caso contrário, eles podem nunca experimentá-lo. E você não pode saber se ama uma comida sem nunca ter provado!

Marketing tátil

Por último, mas não menos importante, encontramos o marketing tátil, crucial em algumas indústrias. É o caso do mercado fashion, afinal, o que diferencia uma marca de luxo de uma convencional são os designs e a qualidade dos materiais. O toque é essencial para perceber isso. 

Apple

Se você já teve um produto Apple, deve ter notado que todos os seus produtos possuem bons materiais e um design cuidadoso e polido. Desde a caixa do produto, que é clean, simples e elegante, até as sensações no momento de abri-la ou retirar o protetor de tela, tudo é uma experiência cuidada nos mínimos detalhes.

On that ass

Esta inovadora empresa focada em cuecas oferece seus produtos através de um serviço de assinatura mensal. Porém, o primeiro envio é gratuito para que o consumidor experimente sem a pressão da compra. É uma metodologia que parece estar a funcionar para eles, prova disso é a sua recente expansão: agora também oferecem meias!

Conclusões: marketing sensorial

Como você viu, o marketing sensorial cria uma experiência única e destaca seu produto ou serviço. Assim, é uma boa técnica a ser explorada, basta saber como. Muitas vezes, é necessário combinar ações offline e online: você não pode sentir o cheiro pela tela, mas pode convidar alguém para sua loja para retirar sua amostra grátis exclusiva.

Você conhecia as marcas de exemplo? Ou melhor, você conhecia as técnicas de marketing sensorial usadas? Já colocou alguma dessas práticas em prática no seu negócio? Compartilhe sua experiência nos comentários! 

Nueva llamada a la acciónPublicado em 24 de fevereiro de 2023.
Atualizado em 26 de setembro de 2023.


Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

FAQ sobre marketing sensorial

  • O que é o marketing sensorial?

    O marketing sensorial é uma técnica que busca gerar valor a partir de ações emocionais e comportamentais a partir dos cinco sentidos. A criação desses sentimentos costuma estar ligada à venda de produtos, serviços ou experiências. 
  • O que é marketing sensorial exemplos?

    Em 2012, a empresa americana Dunkin Donuts lançou uma campanha inovadora na Coreia do Sul: borrifadores com aroma de café foram instalados em diferentes ônibus, sendo acionado cada vez que o anúncio da Dunkin' Donuts passava na rádio. O objetivo era levar pessoas às suas lojas também pelo café e não só pelo donuts e eles conseguiram: foram mais de 350 mil pessoas impactadas, com aumento de 16% de visitas às lojas e 29% nas vendas. 
  • Quais são os 5 sentidos do marketing sensorial?

    • Marketing visual: é percebido através da visão.
    • Marketing auditivo: é percebido pelo ouvido. 
    • Marketing olfativo: é percebido pelo nariz.
    • Marketing gustativo: é percebido pelo paladar.
    • Marketing tátil: é percebido pelo toque.
  • Qual objetivo de trabalhar sensorial?

    Quando executada corretamente, esta técnica favorece a diferenciação, reforça o branding e cria uma conexão com consumidores em um nível superior. Assim, favorece a agregação de valor, aspecto fundamental para a fidelização.
Ver más

Outros posts que podem te interessar...

Marketing digital Favicon: o que é, como criar e características
Por Ana Claudia Ferreira en
Marketing digital Amazon Ads: o que é, como funciona e por que utilizar
Por Ana Claudia Ferreira en
Marketing digital Comunidade virtual: o que é e como criar uma comunidade engajada
Por Susana Meijomil en
Marketing digital 10 tendências de design gráfico para 2024
Por Jordi Cuenca en

O que você acha? Deixe um comentário!