<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Inbound marketing para universidades: estratégias para atrair alunos

No atual ambiente educacional competitivo, o inbound marketing tornou-se uma estratégia poderosa para atrair estudantes universitários. Com a crescente importância de estabelecer estratégias eficazes de marketing digital, as instituições educacionais estão se voltando para o inbound marketing como uma abordagem abrangente para se conectar de maneira significativa e relevante com alunos em potencial.

Neste artigo, exploraremos como implementar estratégias de inbound marketing para universidades aproveitando seu potencial para criar conteúdo de valor, melhorar a visibilidade nos mecanismos de pesquisa e construir relacionamentos sólidos com futuros alunos.

Nueva llamada a la acción

Vantagens de implementar uma estratégia de inbound marketing para universidades

As universidades enfrentam grandes desafios para atrair a atenção de potenciais alunos. As estratégias tradicionais de marketing estão perdendo sua eficácia devido à crescente resistência dos estudantes à publicidade invasiva e ao constante bombardeamento de mensagens comerciais. Nesse contexto, o inbound marketing surge como uma solução para superar essas dificuldades. Este tipo de marketing tem foco em atrair os alunos por meio de conteúdo relevante e valioso, estabelecendo uma conexão significativa e personalizada. Nesta seção, exploraremos as vantagens de implementar uma estratégia de inbound marketing para universidades.

Superar as dificuldades do outbound marketing

O outbound marketing, caracterizado pela publicidade invasiva e pelo envio massivo de mensagens comerciais, está perdendo seu impacto no que diz respeito a atrair a atenção de potenciais alunos. A geração de hoje busca informações relevantes e personalizadas e, por isso, desenvolveu habilidades para evitar anúncios indesejados por meio de bloqueadores e filtros de e-mail. Além disso, os jovens estão imersos em um ambiente digital diverso, onde sua atenção se divide entre diversas plataformas e dispositivos, dificultando ainda mais o sucesso dos métodos tradicionais de publicidade. Por outro lado, o inbound marketing para universidades tem se tornado uma estratégia muito eficaz. Com foco em engajar os alunos por meio de conteúdo valioso e relevante, a estratégia ajuda a construir uma relação de confiança e oferece uma experiência personalizada às necessidades e interesses individuais dos futuros alunos.

Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

Capturar potenciais clientes mais preparados

Com uma estratégia de inbound marketing para universidades, é possível atrair e segmentar facilmente seu público-alvo, mesmo que você tenha perfis muito diferentes como alvo. Isso permite concentrar seus esforços e ações naqueles indivíduos que realmente podem ter interesse no seu produto.

Ao basear sua estratégia em atrair usuários ao invés de persegui-los, você constrói relacionamentos com leads já interessados, o que gera um maior engajamento e proporciona à equipe de vendas prospects mais preparados. Esses potenciais clientes já irão conhecer sua marca e seus cursos, o que facilitará a conclusão da negociação.

Aumentar o branding da universidade

Além de atrair alunos por meio do inbound marketing para universidades, implementar essa estratégia oferece outro importante benefício: a difusão da marca.

Através de diversos canais digitais, é possível aumentar a presença e ganhar visibilidade. Além disso, essa estratégia permite que sua instituição se posicione como especialista nas disciplinas ministradas, fortalecendo assim a reputação e o reconhecimento da universidade.

Como realizar uma estratégia de inbound marketing para universidades

Para conhecer as ações que podem ser implementadas, veja abaixo as fases do inbound marketing listadas pela HubSpot (empresa que cunhou o termo inbound marketing).

Talvez você já tenha ouvido falar de funil:

inbound marketing para universidades - funnelFonte: HubSpot

Mas a HubSpot mudou seu conceito para um formato cíclico:

HubSpot-Portuguese-Flywheel-1

Fonte: HubSpot

Isso ocorre porque os clientes da marca podem continuar contribuindo para o crescimento do negócio. Isto é especialmente relevante no setor da educação, no qual os alunos que terminam um curso podem inscrever-se em outro, recomendar o centro a familiares e amigos, entre outras ações que fomentam um efeito multiplicador.

Em ambos casos, as fases são as mesmas:

Atrair

O primeiro passo é atrair os usuários que ainda não conhecem a marca e estabelecer um relacionamento com eles. Para isso, é possível gerar conteúdo através de diversos canais, como blogs, redes sociais, posicionamento em buscadores e até mesmo através de anúncios em ambas plataformas.

Que tipo de conteúdo criar?

Oferecer educação não se limita a falar exclusivamente de educação, embora seja uma possibilidade. Um conteúdo de inbound marketing para universidades pode abordar diferentes aspectos. Antes de planejar o conteúdo, é fundamental definir quais objetivos você deseja alcançar e a quem irá se dirigir, ou seja, qual é o perfil do público-alvo ou “buyer persona” da sua organização.

Depois de definir o público-alvo, você pode direcionar seu conteúdo de maneiras diferentes, dependendo do seu objetivo:

  • Se sua intenção é atrair alunos para a universidade, oferecendo diferentes cursos, você pode optar por falar sobre a formação de uma forma mais genérica: seus benefícios, por que seguir estudando, como e onde estudar, entre outros.
  • Outra opção é focar em áreas específicas. Você pode selecionar um tema mais genérico que alcance diferentes cursos. Neste caso, é possível falar sobre uma formação abordando estes temas: competências específicas desses estudos, oportunidades profissionais, entre outros.

Fonte: UNIT (Centro Universitário Tiradentes)

  • Outra opção é criar uma estratégia de inbound marketing para universidades focada em um curso em concreto. Dessa forma, você poderá tratar de questões diretamente relacionadas ao setor em que aquele curso está inserido. Isso ajudará a educar o usuário sobre o tema, aumentando seu interesse em capacitar-se no curso oferecido.
  • Abordar temas do programa acadêmico do curso e relacioná-los direta ou indiretamente à grade de estudos também ajuda a gerar mais engajamento.
  • Contar com autores que também são professores especializados nesses temas ajuda a dar prestígio ao conteúdo. Da mesma forma, se o conteúdo for de qualidade, este também dará prestígio à equipe, ao curso e à universidade.

Depois de criar esses conteúdos, você pode divulgá-los nas redes sociais. Lembre-se de que também é possível criar novas contas nas redes sociais além das contas oficiais da universidade. Você pode gerar uma comunidade de pessoas interessadas em temas relacionados a qualquer um dos cursos oferecidos.

Ao compartilhar e divulgar conteúdos educativos nas redes sociais, estas se tornam "redes verticais". Geralmente, as redes horizontais são aquelas direcionadas a qualquer usuário, enquanto as verticais se concentram em assuntos  específicos ou em um propósito mais definido.

No entanto, considerando o tema do conteúdo, algumas redes sociais são mais voltadas para determinados setores do que outras, o que significa que algumas redes funcionam melhor que outras para promover o inbound marketing para universidades. Veja alguns exemplos.

É possível dizer que o Facebook é um rede social horizontal, enquanto o LinkedIn é uma rede vertical que visa estabelecer relações e vínculos profissionais entre os usuários. No entanto, na educação, o Facebook tem um desempenho muito melhor, enquanto, por exemplo, a computação tem um desempenho melhor no LinkedIn.

O principal motivo é que a educação está muito presente no Facebook. Pode-se considerar que os estudos são um passo anterior ao mercado de trabalho. Como muitos alunos não têm uma plataforma específica para se unir, se expressar e criar uma comunidade, como os profissionais fazem no LinkedIn, eles se agrupam no Facebook.

Além disso, o Facebook permite criar grupos e páginas de forma ágil,  os quais são muito explorados no setor educacional. Alguns exemplos são grupos de ex-alunos, professores, grupos que defendem uma educação de qualidade, centros de recursos e muito mais.

Por outro lado, o Facebook é uma rede social ampla, conhecida e de fácil acesso, o que o torna o catalisador perfeito para um assunto tão amplo e relevante para tantos usuários quanto a educação.

Ainda é possível promover o inbound marketing para universidades e fazer publicidade nas redes sociais e mecanismos de pesquisa por meio de anúncios pagos. Para alcançar um posicionamento orgânico nos buscadores, você pode trabalhar com conteúdo baseado em palavras-chave, gerando conteúdo em torno dos termos que sua buyer persona mais utiliza ou busca na internet. Em seguida, você pode implementar técnicas de SEO para conseguir aparecer nas primeiras posições.

Nueva llamada a la acción

Envolver

Depois de capturar a atenção dos usuários, é hora de se envolver com eles. Para isso, é preciso converter essas visitas anônimas em contatos, ou seja, captar leads e iniciar uma comunicação com eles.

Oferecer um formulário para solicitar informações sobre sua instituição ou curso não é a única opção. Talvez a pessoa ainda não esteja neste ponto e precise de mais tempo. Mas isso não significa que você não pode se comunicar com ela. Você poderá orientá-la e ajudá-la.

Para isso, use calls to action e formulários em seu site, blog e redes para que os usuários possam baixar conteúdos, fazer quizzes, inscrever-se em palestras ou eventos, entre outros.

Depois de obter dados, envie mais informações de forma personalizada com campanhas de e-mail marketing.

Esse aspecto que caracteriza o inbound marketing para universidades é muito útil, pois permite utilizar o lead nurturing para oferecer conteúdo aos usuários de forma automatizada.

Mesmo que você faça artigos e e-books mais genéricos, poderá criar um engagement mais forte sabendo quais tópicos interessam ao usuário e disponibilizando conteúdos específicos nessa área.

Também é possível personalizar os conteúdos e a relação com os usuários dependendo da fase do ciclo de compra em que este se encontra, ou mesmo do momento do processo de admissão. Sabia que estudar pode ser a solução para o problema? Está pensando em fazer um curso? Já escolheu a universidade? Dependendo da fase do potencial cliente, você pode oferecer conteúdos personalizados como tabelas comparativas, depoimentos de ex-alunos, casos de sucesso de cursos ou da universidade, entre outros.

Desta forma, saber em que fase se encontra o usuário pode ajudar a detectar potenciais clientes mais preparados e a agilizar o processo de compra.

Encantar

Depois que esses leads se tornam clientes, o próximo passo do ciclo do inbound marketing para universidades é manter um relacionamento contínuo com eles. É importante que eles se sintam valorizados e que façam parte da sua comunidade, ajudando-a a crescer junto às pessoas ao seu redor.

Uma maneira eficaz de manter esse relacionamento é pedir feedback sobre os cursos e a universidade. A opinião dos clientes é importante e pode ajudar a melhorar e adaptar seus serviços. Além disso, ao envolvê-los em atividades relacionadas à instituição, como eventos, conferências ou workshops, os clientes podem participar ativamente e sentir-se parte da comunidade.

Outra estratégia de inbound marketing para universidades é fazer com que os clientes se tornem parte do seu conteúdo gerando depoimentos. Peça aos estudantes que compartilhem suas experiências com outros potenciais alunos por meio de depoimentos escritos, vídeos ou avaliações. Isso não só reforça a confiança na instituição, mas também dá aos seus clientes a satisfação de serem reconhecidos e de contribuírem para a divulgação positiva da marca.

Além disso, considere oferecer benefícios exclusivos aos clientes, como descontos especiais, acesso antecipado a eventos ou materiais adicionais. Esses gestos mostram gratidão pela lealdade dos alunos e ajudam a fortalecer o relacionamento a longo prazo.

Lembre-se de que a retenção de clientes é tão importante quanto a aquisição de novos em uma estratégia de inbound marketing para universidades. Isso porque os clientes existentes podem se tornar embaixadores da sua marca, recomendando você a outras pessoas e gerando um impacto positivo em sua reputação. Manter uma comunicação ativa e oferecer oportunidades de participação e reconhecimento pode ajudar a aumentar a lealdade e o desejo de continuar fazendo parte de sua comunidade educacional.

Exemplos de inbound marketing para universidades

Caso de sucesso: EAE Business School

No setor educacional, a EAE Business School é uma das principais escolas de negócios da Espanha, dedicada a oferecer formação de qualidade desde 1958.

A instituição já tinha seu próprio departamento de marketing e, embora não tivesse problemas específicos, ficou claro que com o inbound marketing para universidades, poderia gerar mais tráfego e melhorar a captação de leads com um canal de captação sustentável. Daí sua decisão de começar a trabalhar com a InboundCycle.

Para conhecer em detalhes as características e resultados do projeto, baixe o PDF aqui (em espanhol).

Agora você já sabe como o inbound marketing para universidades pode ajudar centros educacionais e projetos de educação e quais estratégias usar.

Você gostaria de saber como o inbound marketing pode ajudar outros setores? Escreva nos comentários.

Nova call to action

Publicado em 14 de agosto de 2023.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

FAQ sobre inbound marketing para universidades

  • Quais são os exemplos de Inbound Marketing?

    O Inbound Marketing é uma estratégia que visa atrair, engajar e converter clientes através da criação de conteúdo relevante. Existem várias táticas e exemplos de Inbound Marketing que as empresas podem utilizar para alcançar esses objetivos, como:

    • Criar um blog e publicar regularmente conteúdo relevante
    • Otimizar o conteúdo do site para melhorar o posicionamento nos mecanismos de busca
    • Criar e distribuir diversos tipos de conteúdo, como e-books, casos de sucesso, infográficos, vídeos, podcasts, webinars, entre outros
    • Utilizar plataformas de mídias sociais
    • Utilizar estratégias de e-mail marketing
  • Quais são os fundamentos do Inbound Marketing?

    Os fundamentos do Inbound Marketing são baseados em quatro pilares principais:

    • Atrair: o primeiro passo é atrair a atenção do público-alvo por meio da criação de conteúdo relevante e de qualidade.
    • Engajar: depois de atrair visitantes, o próximo passo é envolvê-los e criar um relacionamento.
    • Converter: nesta fase, o objetivo é transformar os visitantes engajados em leads, ou seja, em potenciais clientes. 
    • Encantar: o último pilar do Inbound Marketing é o encantamento, fornecendo atendimento para manter os clientes satisfeitos e engajados com a marca.
  • Quem trabalha com Inbound Marketing?

    Profissionais de várias áreas podem trabalhar com Inbound Marketing, como especialistas em marketing digital, estrategistas de conteúdo, especialistas em SEO, gerentes de mídias sociais, entre outros.

  • Quais as ferramentas usadas pelo Inbound Marketing?

    Existem diversas ferramentas disponíveis para apoiar as atividades de Inbound Marketing, como plataformas de automação de marketing, como a HubSpot; ferramentas de SEO, como SEMrush, Moz e Ahrefs; ferramentas de análise de dados, como o Google Analytics; plataformas de gestão de conteúdo, como WordPress; ferramentas de e-mail marketing, como Mailchimp, entre outros.

  • Por que usar Inbound Marketing?

    Existem várias razões pelas quais as empresas devem considerar o uso do Inbound Marketing, como atrair público-alvo qualificado, criar relacionamentos duradouros, reduzir os custos de aquisição de clientes, mensurar e analisar resultados, construir autoridade e reconhecimento da marca, aumentar o tráfego orgânico e visibilidade online, entre outros.

Ver más

Outros posts que podem te interessar...

Marketing digital Back-end e front-end: descubra o que são e suas principais diferenças
Por Ana Claudia Ferreira en
Marketing digital 11 tendências em inteligência artificial (IA) para 2024
Por Marina Mele en
Marketing digital Tendências para podcasts em 2024
Por Celia Pérez en
Marketing digital Departamento de marketing: um guia completo, estrutura e funções
Por Ana Claudia Ferreira en

O que você acha? Deixe um comentário!