<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Ferramentas SEO: 15 sites para fazer uma análise gratuita

Gostaria de fazer uma análise de SEO gratuita? Neste artigo você encontrará uma seleção de ferramentas e páginas gratuitas de análise de SEO para analisar seu site ou blog.

Algumas das ferramentas de análise de SEO que vou apresentar neste artigo são 100% gratuitas e outras possuem uma versão gratuita limitada, mas prometo que com a maioria delas você conseguirá fazer uma análise bem completa e sem custo.

Vamos para a lista de 15 ferramentas de SEO!

1. Screaming Frog

A Screaming Frog é uma ferramenta SEO utilizada para analisar o SEO na página do site.

O SEO on-page são aqueles fatores dentro do próprio site que o Google leva em conta para posicioná-lo: uso de palavras-chave ou cabeçalhos, otimização de imagem, arquitetura do site, links internos, etc.

Você gosta do que está lendo? Inscreva-se para receber os novos posts e notícias de marketing e vendas no seu e-mail

A Screaming Frog tem uma versão gratuita muito poderosa. Apenas inserindo a URL do seu site ou blog é possível verificar aspectos que prejudicam o posicionamento, dentre eles:

  1. Erros de rastreamento: identifica os links quebrados do site, internos e externos.
  2. Otimização de títulos e descrições: analisa o número de palavras e conteúdos duplicados nos títulos e descrições de cada um dos sites.
  3. Número de links internos recebidos: número de links de entrada de cada página, o que permite conhecer como o link juice é distribuído.
  4. Número de links de saída: permite verificar quais são as páginas com mais e menos links de saída. Assim é possível alcançar o equilíbrio e se livrar das páginas que fazem seu site perder autoridade.

ferramenta-SEO-screaming-frogVocê pode ver muito mais coisas com Screaming Frog, como erros canônicos ou de servidor, mas esses são os quatro aspectos básicos que você deve levar em consideração.

2. Google Search Console

Google Search Console é uma ferramenta do Google fundamental para CTR, que permite evitar multas e controlar links quebrados.

Em primeiro lugar, na guia “análise de pesquisa”, você pode ver quais são as palavras-chave que geram o tráfego ou o tráfego orgânico da sua página da web a partir do Google. Isso vai ajudar a melhorar o CTR, pois se houver palavras com muitas impressões e poucos cliques, significa que o snippet do seu resultado não é atrativo e será necessário alterar o título e a descrição para melhorá-lo.

Lembre-se que o CTR é uma das estatísticas mais importantes para posicionar o site, já que o Google eleva páginas com alto CTR para as primeiras posições.

Se o Google detecta muitos links quebrados ou qualquer outro problema que possa penalizar, geralmente ele notifica por meio de uma mensagem no Google Search Console. Então é fundamental prestar atenção a essas mensagens para evitar que o Google mande o site para o final das buscas.

Por fim, na guia “erros de rastreamento”, você encontra todas as páginas que o Google não conseguiu ler e que devem ser corrigidas, seja com um redirecionamento ou com a remoção da referida URL do cache do Google. Para remover as URLs, você deve ir para a guia “índice do Google” e escrever as diferentes URLs em “remoção de URL”.

ferramentas-seo-google-search-console

3. Google PageSpeed ​​Insights

A velocidade do site é vital hoje, já que o tráfego móvel está aumentando cada vez mais.

O Google PageSpeed ​​Insights é outra ferramenta do Google que oferece uma avaliação de 0 a 100 a velocidade de carregamento do seu site e diferentes soluções para melhorá-la.

O único problema desta ferramenta é que as soluções propostas geralmente requerem conhecimentos avançados de programação.

ferramenta-SEO-Google-Page-Speed

4. Google Analytics

A resposta do usuário é a novo ponto fundamental do SEO e com o Google Analytics (em conjunto com o Google Search Console) é possível medi-lo. Além de medir o SEO do seu blog ou site com base nas visitas e no canal de aquisição, a ferramenta permite rastrear o SEO local por localização.

Os principais dados para considerar no Google Analytics são:

  1. Taxa de rejeição: quantas pessoas entram e saem direto no seu site sem ver mais nada? Como já mencionado, a taxa de rejeição é, juntamente com o CTR, uma das métricas que o Google mais leva em consideração para medir a qualidade do site.
  2. Duração média da sessão: outro fator chave é o tempo que o usuário permanece em seu site.
  3. Visitas recorrentes: muitas pessoas visitam seu site mais de uma vez? Nesse caso, isso mostrará ao Google que seu site é interessante e que uma comunidade está sendo criada em torno dele.

ferramenta-SEO-Google-Analytics

5. WebCEO

Trata-se de  uma empresa muito conhecida por especialistas da área. A ferramenta lançada pelo WebCEO foca em medir o posicionamento das palavras-chave utilizadas nas buscas do Google. Especificamente, permite monitorar os lugares que um determinado site ocupa nos resultados da pesquisa, mostrando sua evolução em um gráfico. Atualmente, o WebCEO está disponível em duas versões: uma versão desktop, mais completa e voltada para profissionais, e outra acessível online. O preço varia de $ 69 a $ 499 dólares por mês.

O WebCEO é especialmente útil para:
  • Otimizar sites por meio de ações de SEO.
  • Realizar buscas por palavras-chave e analisar seu posicionamento.
  • Criar links.
  • Avaliar a qualidade do site.

ferramenta-SEO-WebCEO6. Advanced Web Ranking

Como o Advanced Web Ranking trata-se de um programa muito valorizado por especialistas em SEO, ele oferece uma ferramenta muito completa, que permite gerenciar todos os aspectos relacionados à otimização do site. Com ele você pode:

  • Monitorar o posicionamento das palavras-chave.
  • Gerar relatórios na nuvem (ou seja, criar documentos explicativos online).
  • Segmentar os resultados (por exemplo, por áreas geográficas).
  • Acompanhar a concorrência.

Nova call to action

7. MOZ

Antes conhecida como SEOmoz, trata-se da empresa mais conceituada do em termos de SEO. O seu blog é leitura obrigatória para quem deseja otimizar o seu site.

O MOZ realiza uma extensa pesquisa sobre as mudanças que os mecanismos de pesquisa aplicam aos seus algoritmos, como nos algoritmos do Google. A empresa oferece várias ferramentas de SEO. Entre os gratuitos, estes são os mais significativos:

  • MozBar. É uma extensão gratuita para os navegadores Chrome e Firefox, que permite analisar facilmente os dados de SEO de qualquer site.
  • Followerwonk. Ajuda a analisar os links das mídias sociais. Basicamente, permite monitorar o Twitter e fazer com que os seguidores dessa rede publiquem conteúdo em um determinado site. Oferece bons resultados de SEO, devido aos links que são recebidos para o site (e que, no final, serão interpretados pelo Google, melhorando a indexação do site nos motores de busca).

ferramenta-SEO-MOZ

8. Xenu Link Sleuth

O Xenu varre um site em busca de links externos quebrados, identificando todos os sites ou artigos que o site está vinculado e que não existem.

Existem duas maneiras para usar isso a favor da melhora do SEO:

  1. Compre domínios expirados com autoridade: ao analisar os links quebrados você encontrará muitos sites que não existem mais. Isso permite comprar os domínios desses sites e usá-los para o seu link building, criando redirecionamentos 301 ou utilizando-os para criar o seu próprio site naquele domínio. Dessa forma você aproveita a força que eles têm.
  2. Obtenha links do site analisado: se você analisar um site com um tema semelhante ao seu e verificar que ele possui links quebrados que apontam para tópicos sobre os quais você já falou ou poderia falar, uma opção é enviar um e-mail ao administrador do site informando que o link está quebrado, pois isso afeta negativamente o SEO e assim você tem um artigo perfeito para substituir o que não existe mais.

Para tirar o máximo proveito do Xenu, analise as páginas com uma certa reputação, pois essas seus links de saída serão os mais confiáveis. Alguns exemplos são os sites de jornais, grandes portais de notícias ou blogs de autoridade.

9. Ahrefs

O perfil do link de um site mostra de onde vem sua autoridade. Se aquele perfil for tóxico, cheio de texto âncora exato e antinatural, mais cedo ou mais tarde vai acabar caindo.

O Ahrefs permite identificar até o último link de entrada e saída de um site. Trata-se de uma ferramenta de SEO muito boa para analisar um site, com cada vez mais recursos além dos links. Isso permite desenvolver auditorias de SEO mais completas. Além disso, permite revisar as palavras-chave orgânicas mais usadas por seus concorrentes, gerando um amplo banco de dados de informações das empresas concorrentes.

Se você não quiser utilizar sua versão paga, pode experimentar o Open Link Profiler, que também é bom e gratuito.

ferramentas-seo-ahrefs

10. Open Link Profiler

Conhecer o perfil de links da sua concorrência é fundamental para replicá-lo e aprimorá-lo. A melhor ferramenta para isso é o Ahrefs, mas  o Open Link Profiler é uma ferramenta SEO gratuita que se aproxima muito do Ahrefs.

A opção gratuita mais conhecida geralmente é o Open Site Explorer da MOZ, que tem inúmeras versões de avaliação de 3 meses até um ano. Porém o Open Link Profiler costuma identificar mais backlinks do que a famosa ferramenta da MOZ.

Essa ferramenta SEO permite analisar todos os links recebidos e filtrá-los por domínio. Assim é possível fazer com que apareça apenas um link para cada domínio, saber quantos links apontam para a página inicial, o texto âncora e até o tema do site enlaçado.

Ferramentas-SEO-Open-Link-ProfilerSe você não deseja comprar o Ahrefs e prefere começar a análise dos links recebidos tanto do seu site quanto dos concorrentes, não encontrará ferramenta SEO mais precisa que o Open Link Profiler.

11. Google Trends

O Google Trends permite prever as palavras-chaves que tendem a crescer em volume de tráfego e que não são concorridas. Permite também conhecer os resultados mais buscados.

Ou seja, no Google Trends é possível analisar o crescimento de busca de qualquer palavra-chave e verificar se sua evolução é positiva, negativa ou simplesmente está estagnada no número atual de buscas. Além disso, trata-se de ferramenta SEO gratuita.

ferramenta-SEO-Google-TrendsPor exemplo, é possível analisar as notícias e identificar os tópicos com mais repercussão. Depois, segmentar esses tópicos, fazer uma lista de palavras-chave relacionadas e analisá-las com o Google Trends para verificar se a tendência de evolução da palavra-chave é positiva.

Se as palavras-chave tiverem um bom potencial, é possível tanto criar um artigo completo com essa palavra-chave, quanto comprar diretamente um domínio EMD (Exact Match Domain) com a palavra-chave para aproveitá-la e posicioná-la antes de outra pessoa.

Ser o primeiro é sempre importante em SEO, embora depois seja necessário trabalhar na criação de conteúdo e link building para manter sua posição acima da concorrência.

Nova call to action

12. SEOquake

A idade de um site é extremamente importante para verificar se as demais métricas fazem sentido. Uma página com DA/PA alto e muito jovem pode acabar sendo penalizada por usar algumas técnicas de SEO não amigáveis ​​para o Google. Quanto mais antigo o site, maior a probabilidade  de obter um posicionamento mais limpo.

Com o SEOquake é possível obter muitas informações sobre qualquer site, entre eles, a data de criação do próprio site.

ferramenta-SEO-Seoquake

13. SEMrush

Que conteúdo esse site tem posicionado? Está relacionado ao próprio site? Quantas palavras-chave ou palavras-chave relacionadas a ele foram classificadas e qual é o volume de pesquisas delas?

Tudo isso é possível verificar com o SEMrush. No entanto, trata-se de uma ferramenta SEO paga.

Ferramentas-SEO-SEMrush

14. Archive.org

Com o archive.org é possível verificar o conteúdo exato de um site em diferentes momentos. E se aquele site onde você vai colocar um link era antes cheio de links negativos e com conteúdo ruim? Ou se o tema do site era totalmente oposto e você deseja obter um link dele?

O Archive.org revela todos esses segredos e permite saber qual conteúdo um site tinha até 10 anos atrás.

Ferramenta-SEO-Archiveorg

15. Sistrix

Comprar um site ou colocar um link em um site penalizado não é bom.

O Sistrix detecta, por meio do seu gráfico principal, quando uma página foi penalizada ou se beneficiou de uma atualização do Penguin, Panda ou Colibri. Além disso, gera uma métrica que mede o crescimento do site, o que é ótimo para saber se você deve ou não comprar um site.

ferramenta-SEO-Sistrix

Essas 15 ferramentas SEO permitem desenvolver uma análise SEO on-page do seu site sem gastar um único real. Quais outras ferramentas você utiliza para fazer uma análise gratuita de SEO? Escreva nos comentários!

Nova call to action

Publicado em 20 de fevereiro de 2023.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

FAQ sobre ferramentas SEO

  • Quais as ferramentas SEO?

    1. Screaming Frog
    2. Console de pesquisa no Google
    3. Google PageSpeed Insights
    4. Google Analytics
    5. WebCEO
    6. Advanced Web Ranking
    7. MOZ
    8. Xenu Link Detective
    9. Ahrefs
    10. Open Link Profiler
    11. Google Trends
    12. SEOquake
    13. SEMrush
    14. Archive.org
    15. Sistrix
  • Como fazer SEO gratuito?

    Para fazer um SEO gratuito utilize as seguintes ferramentas: 

    1. Screaming Frog
    2. Console de pesquisa no Google 
    3. Google PageSpeed Insights 
    4. Google Analytics
    5. WebCEO
    6. Advanced Web Ranking 
    7. MOZ
    8. Xenu Link Detective 
    9. Ahrefs
    10. Open Link Profiler 
    11. Google Trends
    12. SEOquake 
    13. SEMrush
    14. Archive.org
    15. Sistrix
  • Como fazer o SEO no Google?

    Para fazer o SEO no Google utilize o Google Search Console. Trata-se de uma ferramenta do Google fundamental para CTR, que permite evitar multas e controlar links quebrados.

    Em primeiro lugar, na guia Análise de pesquisa, você pode ver quais são as palavras-chave que geram o tráfego ou o tráfego orgânico da sua página da web a partir do Google. Isso vai  ajudar a melhorar CTR, pois se houver palavras com muitas impressões e poucos cliques, significa que o snippet do seu resultado não é atrativo e será necessário alterar o título e a descrição para melhorá-lo.

    Lembre-se que o CTR é uma das estatísticas mais importantes para posicionar o site, pois o Google eleva páginas com alto CTR para as primeiras posições.

    Se o Google detecta muitos links quebrados ou qualquer outro problema que possa penalizar, geralmente ele notifica por meio de uma mensagem no Google Search Console. Então é fundamental prestar atenção a essas mensagens para evitar que o Google mande o site para o final  nas buscas.

    Por fim, na guia Erros de rastreamento, você encontra todas as páginas que o Google não conseguiu ler e que devem ser corrigidas, seja com um redirecionamento ou com a remoção do referido URL do cache do Google. Para remover os URLs, você deve ir para a guia Índice do Google e escrever os diferentes URLs em Remoção de URL.

Ver más

Outros posts que podem te interessar...

Atração de tráfego Google SGE (Search Generative Experience): o que é e como funciona?
Por Ana Claudia Ferreira en
Atração de tráfego Como criar campanhas de link building: guia completo
Por Jalusa Lopes en
Atração de tráfego Pesquisa por voz ou Voice Search: o que é, características e SEO
Por Victor Canelada en
Atração de tráfego Reputação digital: o que é, sua importância e como cuidar dela
Por Susana Meijomil en

O que você acha? Deixe um comentário!