<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

O que é dropshipping, como funciona e suas vantagens

CTA- post-vertical-Desktop-Tiny

Se você quer vender mercadorias sem necessitar de um espaço físico, saiba o que é dropshipping e se faz sentido para o seu negócio.

O conceito é muito simples: trata-se de uma simples venda no varejo em que, ao invés de ter os itens no seu estoque, você apenas recebe o pedido e o repassa para o fabricante que o envia ao cliente.

Dessa forma, você é apenas o intermediário entre o seu cliente e o provedor do produto; e o seu lucro vem da diferença entre o preço de tabela de varejo e o preço de compra que o fornecedor negociou com você.

O que é dropshipping?

Dropshipping é um modelo de negócio baseado em vendas no varejo pela Internet em que o vendedor não possui estoque próprio de produtos. Quando uma venda é fechada, o vendedor compra o produto de um terceiro (geralmente um atacadista ou fabricante) que o envia diretamente ao cliente final.

Nesse modelo de e-commerce, você é apenas o intermediário entre o seu cliente e o provedor do produto; e o seu lucro vem da diferença entre o preço de venda e o preço de compra que o fornecedor negociou com você.

Como funciona o dropshipping?

Para compreender o que é dropshipping e como funciona, tenha em mente que envolve três partes:

  • Varejista ou vendedor: é responsável por gerenciar uma loja online, na qual apresenta diferentes itens à venda.
  • Dropshipper ou fornecedor de dropshipping: tem o estoque dos itens e é responsável ​​por receber os pedidos do varejista e enviar os produtos ao cliente final pelo correio.
  • Cliente: faz sua compra no e-commerce do vendedor e recebe a compra diretamente do fornecedor.

o-que-e-dropshipping_como-funciona-o-dropshipping

Da produção ao envio, o processo de dropshipping é o seguinte:

  1. O varejista cria uma loja online com o objetivo de vender produtos.
  2. O cliente chega ao site e decide comprar um produto, pagando diretamente ao varejista.
  3. Uma vez que o pagamento é recebido, o vendedor envia o pedido ao fornecedor de dropshipping e paga pelo produto (a preço de custo). Assim, o lucro do varejista é a diferença entre o preço de venda recebido pelo cliente e o custo do produto.
  4. O fornecedor recebe o pedido e envia o produto diretamente ao cliente final.
  5. O cliente recebe a sua compra e qualquer problema ou reclamações são tratados diretamente com o vendedor.

Ao longo desse processo as responsabilidades do vendedor e do fornecedor são diferentes.

Nesse sentido, cabe ao varejista:

  • Gerenciar o e-commerce e apresentar os itens à venda.
  • Adquirir e negociar os produtos com o fornecedor.
  • Realizar vendas.
  • Receber pagamentos dos clientes.
  • Enviar informações ao atacadista: características do pedido, endereço do cliente, etc.
  • Enviar a fatura da compra ao cliente (também pode ser combinado com o dropshipper para que vá junto com o pedido).
  • Atendimento ao cliente e resolução de conflitos: se surgirem problemas durante o processo de compra, por exemplo, a data de envio ou qualidade do produto, a responsabilidade é do vendedor e é ele que responde às reclamações do cliente.

Já as responsabilidades do fornecedor de dropshipping são:

  • Receber os pedidos de compra enviados pelo varejista.
  • Enviar os produtos ao cliente final, no nome do vendedor. Isso inclui todos os procedimentos realizados com o correio.
  • Respeitar a privacidade dos dados do cliente.
  • Conduta ética com o varejista: ambas as partes assinam uma cláusula de confidencialidade.
  • Devoluções.

Vantagens e desvantagens do dropshipping

Agora que sabemos o que é dropshipping, vamos observar as vantagens e desvantagens deste modelo de negócio.

Vantagens

Estas são as diferentes vantagens deste modelo de negócio:

  • Não requer um grande investimento: o principal benefício é, sem dúvida, que você não precisa fazer um investimento inicial de estoque ou instalações físicas. A vantagem imediata é que você não tem que arcar com custos por produtos antigos ou deteriorados.
  • Logística: outra vantagem é que, como o dropshipper é responsável por tudo relacionado ao envio, você não precisa cuidar de preocupações relacionadas à logística.
  • Escalabilidade: o processo de dropshipping implica que o varejista não assuma riscos, assim ele pode experimentar diferentes produtos e refinar quais funcionam melhor para o seu negócio.
  • Equipe: com o dropshipping não há custos na contratação de uma equipe, pois já que não há estoque de produtos não é necessário ter pessoas para administrá-lo. O varejista comercializa os produtos diretamente de casa, gerenciando seu próprio site ou loja online.

Desvantagens

Em relação às desvantagens ou inconvenientes do dropshipping, você pode encontrar:

  • Grande concorrência: a concorrência pode ser sufocante, o que obriga o vendedor a manter um preço competitivo para tentar manter ou aumentar as vendas. Antes de abrir um e-commerce, é fundamental escolher um nicho de mercado lucrativo, com demanda suficiente, mas sem grande volume de concorrentes.
  • Margens de lucro baixas: a alta concorrência implica em manter os preços competitivos, o que, por sua vez, significa que os varejistas têm uma margem de lucro baixa.
  • Problemas logísticos: embora o fornecedor seja responsável pelo estoque e envios, se houver atrasos ou incidentes no caminho, o cliente enviará suas reclamações diretamente ao varejista.
  • Dependência de fornecedores: por mais que o varejista se esforce, o negócio também depende da seriedade e profissionalismo do dropshipper. Se ele não cumprir suas obrigações, cria-se uma experiência ruim ao cliente e isso afeta a reputação da loja. É importante que o atacadista seja confiável: pontual nas entregas e cuidadoso com o produto.
  • Custos de envio: se o vendedor tiver mais do que um fornecedor de dropshipping, pode acontecer que o cliente compre produtos de fornecedores diferentes na mesma encomenda e, em vez de receber um único pacote, deve aguardar dois pacotes separadamente com a consequente implicação dos custos de envio.
  • Requer muito trabalho em SEM e SEO: por fim, é importante ter em mente que o posicionamento do site é muito importante para as vendas do negócio, pois, se a loja não receber tráfego, as vendas serão muito baixas. Isso implica organizar orçamento e se dedicar para estratégias de SEO e SEM.

Neste post vimos o que é dropshipping, como funciona, suas vantagens e desvantagens, porém antes de iniciar a sua loja online de dropshipping, há outros fatores estratégicos importantes para levar em consideração. São eles: a escolha de um bom produto, o nicho de mercado, as negociações com o distribuidor de confiança e as diferentes estratégias de marketing para garantir a boa rentabilidade do negócio. Tenha isso em mente na hora de criar sua loja online de dropshipping!

CTA - Post - Vertical- Desktop

Publicado em 09 de novembro de 2022.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

FAQ sobre dropshipping

  • Quais os principais problemas do dropshipping?

    • Grande concorrência: a concorrência pode ser sufocante, o que obriga o vendedor a manter um preço competitivo para tentar manter ou aumentar as vendas. Antes de abrir um e-commerce, é fundamental escolher um nicho de mercado lucrativo, com demanda suficiente, mas sem grande volume de concorrentes.

    • Margens de lucro baixas: a alta concorrência implica em manter os preços competitivos, o que, por sua vez, significa que os varejistas têm uma margem de lucro baixa.
      Problemas logísticos: embora o fornecedor seja responsável pelo estoque e envios, se houver atrasos ou incidentes no caminho, o cliente enviará suas reclamações diretamente ao varejista.

    • Dependência de fornecedores: por mais que o varejista se esforce, o negócio também depende da seriedade e profissionalismo do dropshipper. Se ele não cumprir suas obrigações, cria-se uma experiência ruim ao cliente e isso afeta a reputação da loja. É importante que o atacadista seja confiável: pontual nas entregas e cuidadoso com o produto.

    • Custos de envio: se o vendedor tiver mais do que um fornecedor de dropshipping, pode acontecer que o cliente compre produtos de fornecedores diferentes na mesma encomenda e, em vez de receber um único pacote, deve aguardar dois pacotes separadamente com a consequente implicação dos custos de envio.

    • Requer muito trabalho em SEM e SEO: por fim, é importante ter em mente que o posicionamento do site é muito importante para as vendas do negócio, pois, se a loja não receber tráfego, as vendas serão muito baixas. Isso implica organizar orçamento e se dedicar para estratégias de SEO e SEM.

Outros artigos que podem te interessar...

Vendas inbound: metodologia e suas quatro fases
Prospecção de clientes: o que é e como fazer
Captação de clientes: o que é e 11 estratégias vencedoras

O que você acha? Deixe um comentário!