<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Landing page: o que é e como criar uma landing page perfeita [10 soluções e exemplos]

CTA- post-vertical-Desktop-Tiny

Sinto muito, mas antes de começar é importante dizer que a landing page perfeita não existe.

No entanto, isso não significa que não possamos criar uma landing page muito bem otimizada que também seja uma máquina de conversão.

Para ajudá-lo a conseguir isso, a seguir, compartilho com você as soluções que você deve considerar para criar uma landing page perfeita (ou quase) e também alguns exemplos de landing pages que considero muito próximos da perfeição. Podemos começar?

O que é uma landing page?

Uma landing page é uma “página de destino” que o usuário acessa depois de clicar em um link ou em um CTA (Call-to-Action) de outra página.

Ao contrário de outras páginas, cada landing page é projetada com um objetivo muito específico e todos os elementos da landing page devem estar voltados para atingir esse objetivo.

Podemos criar diferentes tipos de landing page dependendo do objetivo que almejam. Vamos ver abaixo quais tipos de landing pages podemos encontrar.

Tipos de landing pages

É verdade que podemos encontrar landing pages com um grande número de formatos e contextos. No entanto, existem basicamente 2 tipos de landing page dependendo do seu objetivo:

1. Landing pages de captura de leads

Como o nome sugere, são aquelas landing pages focadas na geração de leads. Esses leads são posteriormente incorporados em estratégias de nutrição para gerarem oportunidades de negócios ou até mesmo acabarem se tornando clientes.

Esse tipo de landing page é muito comum em estratégias de inbound marketing. Normalmente, são utilizados conteúdos para download (como ebooks, whitepapers, infográficos, templates, vídeos...) que o usuário só pode acessar preenchendo um formulário.

A seguir, vemos um exemplo de landing page para captação de leads:

landing-page-captacao-de-leads-1

2. Landing pages de conversão

Esse tipo de landing page visa atingir diretamente a conversão do lead em cliente. Ele é muito comum em e-commerces e em empresas de software ou de serviços digitais.

Esse tipo de landing page nem sempre inclui um formulário, mas se concentra em orientar o usuário em direção a um CTA (Call-to-Action) para direcioná-lo para iniciar o processo de compra.

Exemplo de landing page de conversão:

landing-page-planos-hubspot

Elementos-chave de uma landing page

Existem vários elementos-chave que tornam uma landing page eficaz na conversão de uma porcentagem maior de visitantes em leads. As áreas mais importantes são o título, o conteúdo da página e o formulário. Vamos detalhar cada um delas, explicar por que elas são importantes e discutir como criar uma landing page bem otimizada em cada elemento.

Título

A atenção das pessoas é curta, especialmente online. Isso significa que você deve se esforçar para tornar sua oferta o mais clara possível.

Uma boa tática é garantir que a landing page passe no “teste da piscada”: o usuário pode entender a oferta e o que você está pedindo que ele faça em menos de 5 segundos?

Verifique se o seu título torna a oferta imediatamente clara para que o visitante a entenda de cara.

Corpo

O corpo da sua landing page deve incluir uma descrição da oferta e o motivo pelo qual os visitantes devem fazer o download ou se inscrever nele.

Deixe os benefícios da oferta muito claros. Formate o corpo da página para que transmita rapidamente o valor da oferta e a ação que os usuários precisam realizar. Por exemplo, use listas com marcadores ou numeração para simplificar o layout do texto e use negrito ou itálico para dar destaque.

Outro fator importante a ser considerado é o tamanho do formulário e a disposição do visitante para preenchê-lo. Se o formulário for muito longo, os clientes em potencial vão parar e avaliar se vale a pena gastar seu tempo preenchendo tantos campos. Portanto, você precisa encontrar um meio-termo entre coletar informações suficientes e solicitar muitos dados que os usuários não desejam fornecer a você.

A imagem

A sua landing page precisa incluir uma imagem da oferta que você está apresentando. As imagens devem capturar instantaneamente a atenção dos visitantes e aproveitar ao máximo suas estratégias de marketing. Por exemplo, dependendo da sua oferta, você pode incluir uma imagem da capa do e-book ou fotos dos apresentadores do webinar.

O formulário

Lembre-se de que o objetivo final de sua landing page é fazer com que os usuários preencham o formulário.

Certifique-se de que o formulário apareça na parte superior da tela para que o usuário não precise rolar para baixo para vê-lo.

O comprimento do formulário inevitavelmente leva a um embate entre a quantidade e a qualidade dos leads que você gera. Um formulário curto geralmente significa mais pessoas dispostas a preenchê-lo. Mas a qualidade dos leads será maior quando os visitantes estiverem dispostos a preencher mais campos e fornecer mais informações sobre si mesmos e o que estão procurando. Portanto, formulários curtos resultam em mais leads, mas formulários longos geram leads mais qualificados.

Técnicas avançadas para escrever os textos da sua landing page

O texto de uma landing page é um dos elementos mais importantes para o seu sucesso. O copy, ou texto, é o que agrega valor ao que estamos oferecendo na landing page, facilitando a conversão de visitante para contato. Escrever com cuidado é essencial, e, neste artigo, vamos ensinar como fazer uma landing page com um copy irresistível.

Técnica PAS

Esta é uma estratégia usada regularmente para estabelecer soluções para falhas ou problemas específicos. Seus pilares são:

  • Identifique o problema
  • Agite o problema
  • Mostre a solução

Exemplo 1:

Você é inseguro? (identificar) Você não está sozinho! Milhões de pessoas no mundo admitem ser inseguras. Você pode não fazer nada a respeito e viver toda a sua vida nas sombras, uma vida sempre à parte de tudo, sempre esperando, nunca tomando iniciativa ou ação (agitar). Você não quer isso para você, quer? Felizmente, há uma resposta (resolver).

Exemplo 2:

Decepcionado com o seu trabalho? Você odeia o seu chefe? Os seus colegas te incomodam? (identificar) Você gostaria de trabalhar por conta própria? (agitar) Você não está sozinho (resolver).

“So What?” e “Prove it”

Essa estratégia de redação é usada quando os usuários estão incrédulos e não confiam no texto da nossa landing page. Eles entendem que estamos vendendo algo para eles e o efeito é o oposto do que esperamos. É bastante útil se tivermos provas de que o que dizemos é verdade. Cada afirmação deve ter duas partes:

  • E daí? (so what?)
  • Comprove (prove it)

Exemplo:

Ferramentas de produtividade podem aumentar os lucros de uma empresa em até 30% (so what?). Baixe este ebook e conheça o caso de uma empresa que conseguiu (prove it).

Tabela de impacto

É a estratégia mais complexa de todas com as que trabalhamos. O objetivo é a combinação das características do produto/oferta com os resultados/impacto que produzem, bem como a emoção que causam nos usuários.

Exemplo:

Imagine uma landing page que oferece inscrição em um curso para empreendedores. Esta página deveria valorizar o curso e vendê-lo como um produto atrativo, então construindo a tabela de impacto obteríamos o seguinte:

tabela-de-impacto-landing-pageE, com base na tabela, teríamos o seguinte texto:

Você vai sair deste curso com um plano de negócios definido desde a primeira semana (benefício). Isso permitirá que você se concentre (emoção) e tenha uma visão clara do seu negócio (resultados/impacto). Você saberá no que deve trabalhar e quando, e quais esforços provavelmente irão trazer mais vendas e rotatividade (resultados). Você irá recuperar a sua motivação inicial e colocar em prática o seu aprendizado (excitação).

O método definitivo

Uma vez que entendemos e analisamos essas três ferramentas de escrita de landing pages, nosso objetivo é incluí-las em um único método.

Para isso, a ideia é pegar as características que definem cada modelo e criar um esquema. Nesse caso, unificando a tabela de impacto, a técnica PAS e o método “So what? Prove it", vamos utilizar o seguinte processo de trabalho:

  1. Identificar o problema
  2. Agitar o problema
  3. Como resolver / características do produto ou oferta
  4. So what? / Resultados / Impacto
  5. Emoções que o texto gera
  6. Comprovação de que o que se afirma é verdade

Agora que você conhece essas técnicas avançadas, experimente usá-las em sua landing page e veja por si mesmo os resultados.

Objetivo: landing page perfeita

Atualmente existem muitas ferramentas que nos permitem criar landing pages de forma rápida e fácil, sem a necessidade de muito conhecimento técnico. Portanto, o principal desafio que costumamos encontrar está na definição da estratégia da landing pages e não tanto na sua configuração.

Nesse sentido, a primeira coisa que precisamos para começar a definir uma boa landing page é ter informações sobre o contexto, por isso, devemos nos fazer as seguintes 3 perguntas:

Qual é o objetivo da minha landing page?

Já sabemos que o principal objetivo de qualquer landing page sempre será converter o maior número de usuários possível, ou seja, aumentar a taxa de conversão e gerar leads. Mas... qual é a ação específica que queremos que esses usuários façam? Comprar? Baixar um e-book? Assinar uma newsletter? Dependendo de qual seja esse objetivo, devemos definir os elementos da nossa landing page de forma diferente, evitando incluir elementos que não visem atingir o que nos propusemos a fazer.

Como os usuários chegam a minha landing page e quais informações prévias eles têm?

Definir uma landing page para usuários que chegam a ela a partir de um anúncio não é a mesma coisa que definir uma landing page para usuários que já nos conhecem e estão inscritos em nossa newsletter. Esse ponto deve estar sempre claro no momento de decidir como será a landing page e seus elementos.

Além disso, é altamente recomendável ter landing pages específicas para cada caso, em vez de uma landing page geral, que é útil para tudo. Dessa forma, podemos adaptá-las a cada uma dessas situações e conseguir mais conversão.

Como é meu público? O que caracteriza meus concorrentes?

Por outro lado, também é fundamental saber como é o nosso público (também conhecido como buyer persona). Isso nos dará pistas sobre a melhor forma de abordá-lo, de persuadi-lo e o melhor design para a landing page.

Além disso, fazer uma varredura rápida do que nossos concorrentes estão fazendo em suas landing pages pode ajudar a identificar seus pontos fortes e fraquezas.

Nueva llamada a la acción

 

Como criar uma landing page perfeita

Com essas informações, podemos agir e começar a definir os elementos da landing page. Nesse momento, e para criar uma landing page (quase) perfeita, você deve levar em conta as seguintes soluções:

1. Título claro, conciso e destacando benefícios

O título é o primeiro elemento que vemos na landing page e, muitas vezes, o que nos permite decidir em poucos segundos se é algo que nos interessa ou não. Portanto, é essencial que você explique o valor e a oferta da forma mais clara e concisa possível.

Acreditamos que o exemplo do Airbnb ilustra perfeitamente esse ponto. No título eles conseguiram descrever de forma muito concisa e clara o que a landing page oferece e o benefício que ela traz.

landing-page-exemplo-airbnb

2. Legenda e textos persuasivos e impecáveis

​​Normalmente, a landing page contará com uma legenda para dar um contexto maior à oferta e um texto que a descreva e explique. É importante que dediquemos o tempo necessário para definir a legenda e o texto da landing page. Dessa forma, podemos torná-la persuasiva e atraente, para que instigue o usuário a querer saber mais.

Continuando, devemos comunicar em que consiste a oferta e os seus principais benefícios. Devemos:

  • Evitar textos muito longos
  • Tornar nosso texto facilmente digitalizável e legível

Para fazer isso, podemos usar técnicas como marcadores e negrito.

Também é essencial garantir que a gramática e a ortografia sejam impecáveis. Caso contrário, podemos gerar desconfiança nos usuários e nossa taxa de conversão sairá prejudicada.

landing-page-exemplo-hubspot

Do meu ponto de vista, a legenda e o texto dessa landing page da Hubspot estão muito bem feitas. Como podemos ver, a legenda complementa o título detalhando em que consiste a oferta. Além disso, o texto é dividido em fragmentos com subtítulos em destaque para facilitar a leitura.

3. Depoimentos e indicadores de confiança

Incluir este tipo de elemento é uma estratégia muito boa para gerar confiança nos usuários e, assim, melhorar a conversão de nossas landing pages. Principalmente, nos casos em que o objetivo da landing page é obter uma compra.

Não devemos nos limitar a apenas incluir depoimentos, mas também menções na imprensa, selos de confiança, certificados de segurança, amostras de clientes atuais... as possibilidades são muitas!

landing-page-exemplo-unicarioca

A instituição de ensino Unicarioca fez um trabalho muito bom nessa landing page em termos de depoimentos e indicadores de confiabilidade. Aliás, nesse caso, até o título da landing page pode ser considerado um depoimento!

Além disso, incluir o reconhecimento de órgãos importantes como o Ministério da Educação (MEC) é uma estratégia muito boa para gerar confiança nos usuários que chegam à landing page.

4. Conteúdo audiovisual que apoia e complementa a oferta

Adicionar conteúdo audiovisual a sua landing page pode ser um recurso fantástico. No entanto, é importante saber usá-lo corretamente e não abusar dele. Não é nada útil adicionar um vídeo ou uma imagem a sua landing page apenas porque você gosta. Na verdade, pode até ser contraproducente e se tornar um elemento de embate, além de diminuir a taxa de conversão.

Na dúvida, você deve se perguntar se a oferta realmente precisa de algum suporte audiovisual para ajudar a descrevê-la ou torná-la tangível. Nesse caso, deverá incluir elementos que ajudem a atingir esse objetivo.

4 landing page perfecta

Nessa landing page da Masterclass, a inclusão de um vídeo faz todo o sentido como um elemento para explicar de forma rápida e fácil os cursos oferecidos e suas vantagens. Além disso, o conteúdo audiovisual é incorporado de forma que não distrai os usuários, que estão prontos para a conversão mesmo sem ter visto o vídeo e, ao mesmo tempo, é acessível aos usuários que possam ter dúvidas ou desejar mais informações.

5. Call-to-action que se destaca e orienta o usuário

O call-to-action é um dos elementos mais importantes de uma landing page, pois é ele que leva o usuário a realizar a ação desejada. Por isso, é fundamental que os calls-to-action se destaquem na landing page e consigam captar a atenção do usuário. Além disso, devemos estar atentos para que o design, a estrutura e o layout do restante dos elementos guiem o usuário para o CTA.

Também devemos garantir que o texto dos calls-to-action sejam muito atraentes e irresistíveis.

landing-page-trafego-neil-patelNeil Patel, um dos reis do marketing digital, fez um uso fantástico do call-to-action nessa landing page. Além de se destacar com uma cor bem marcante sobre os demais elementos da página, o texto do botão é bem descritivo e deixa perfeitamente claro qual benefício o usuário terá ao clicar.

Além disso, a estrutura e disposição dos demais elementos, em forma de pirâmide invertida, orientam visualmente o usuário para o call-to-action.

6. Formulários com campos essenciais

Outro elemento importantíssimo em qualquer landing page é o formulário. O número e a natureza dos campos solicitados no formulário terão impacto direto no número de pessoas que estarão dispostas a preenchê-lo e, impactando a taxa de conversão e o desempenho da landing page.

Para definir corretamente um formulário, devemos nos limitar a solicitar as informações essenciais para a oferta em questão e o objetivo que buscamos com a landing page.

Por exemplo, se estamos falando de uma landing page para baixar um ebook cujo objetivo é capturar leads de clientes em potencial, será essencial que solicitemos os campos necessários para determinar se os leads que capturamos se encaixam no perfil do nosso potencial cliente.

landing-page-exemplo-hurst

Essa landing page da Hurst é um bom exemplo de um formulário bem definido. Acredito que todos nós já nos deparamos com formulários intermináveis para criar uma conta em alguma plataforma. No entanto, nesse caso, a Hurst solicita apenas as informações essenciais para a consulta de ativos judiciais, além de uma pergunta com informações qualitativas para analisar se você já é um investidor.

7. Elimine distrações e pontos de fuga

Na maioria dos casos, principalmente quando se trata de landing pages para anúncios de campanhas pagas, queremos evitar que o usuário sinta vontade de sair da página.

É por isso que é altamente recomendável eliminar qualquer ponto de fuga ou distração que desvie o usuário do objetivo da landing page. Para conseguir isso, deve-se eliminar ou, pelo menos, minimizar qualquer menu, opção ou botão que possa fazer com que o usuário saia da landing page.

landing-page-login-gratuito-mailchimp

MailChimp fez um ótimo trabalho nessa landing page eliminando qualquer distração para o usuário . Como você pode ver, ele eliminou o menu de navegação da página para que não haja ponto de fuga, e até minimizou a opção “log in” para um link simples na legenda. Assim, realmente não há escapatória.

8. Deixe o mais importante na parte visível

Esse é um aspecto que pode passar despercebido com relativa facilidade. A parte visível de uma página sem que o usuário precise fazer scroll é o que conhecemos, em inglês, como “above the fold”, e é onde devemos manter os elementos essenciais de uma landing page. Nunca devemos, por exemplo, deixar elementos como o call-to-action na parte não visível da página.

landing-page-exemplo-investidor

Um exemplo muito ilustrativo dessa boa prática é essa landing page da Eu Quero Investir. Nesse caso, a Eu Quero Investir se certificou de que tanto o formulário quanto o CTA sejam os primeiros elementos visíveis na página, deixando o restante das informações complementares abaixo.

9. Landing pages curtas, simples e limpas

Como em muitas coisas da vida, muitas vezes, “menos é mais”, e isso também acontece com as landing pages. Sempre que pudermos, devemos optar pelo minimalismo no design e nos elementos de uma landing page.

Além do sentido estético, devemos ter em mente que tudo o que decidimos incluir em uma landing page pode causar embates entre o usuário e o objetivo que queremos que ele cumpra. Desse modo, é interessante que os usuários que visitam uma landing page tenham o caminho mais claro possível para maximizar a conversão.

9 landing page perfecta

Um caso levado ao extremo, mas muito eficaz, é essa landing page do Quip. Como você pode ver, apenas o título, a imagem do produto e o call-to-action foram incluídos na parte “above the fold” da página.

Mais abaixo, o usuário pode encontrar outras informações e imagens do produto, além do reconhecimento recebido. Apenas o suficiente e necessário. Além disso, o design evita qualquer distração e coloca todo o foco no produto.

10. Otimizada e rápida

Esse ponto tem mais a ver com o lado técnico do que com a estratégia e boa otimização de uma landing page. Deve-se sempre garantir que as landing pages sejam vistas corretamente nos diferentes dispositivos utilizados ​​e que seu tempo de carregamento seja rápido, para eliminar qualquer tipo de barreira ou atrito entre o usuário e o objetivo da landing page.

Para concluir, podemos dizer que o ponto de união entre todas essas boas práticas é eliminar os atritos. Este deve ser o nosso mantra ao definir qualquer landing page.

O objetivo é facilitar a vida do usuário e eliminar quaisquer obstáculos que possam existir para que, assim, ele realize a ação objetiva.

Além disso, devemos analisar continuamente os resultados da landing page para identificar pontos de melhoria e alcançar melhores taxas de conversão. Em caso de dúvida, pode-se usar testes A/B para determinar objetivamente a melhor solução.

Como mencionamos no início deste post, atualmente, existem muitas ferramentas para colocar essas dicas em prática e fazer com que suas landing pages se aproximem da perfeição.

A seguir, apresentarei algumas ferramentas para criar landing pages eficazes rapidamente.

3 ferramentas para criar uma landing page eficaz

A seguir, vamos ver quais são as ferramentas mais populares e como você pode fazer uma landing page com o conhecimento técnico que você tem, mesmo sem nunca ter visto uma única linha de código.

1. Instapage

Se você conversar com qualquer growth hacker, ele vai dizer que o Instapage é uma das melhores ferramentas disponíveis para criar landing pages, e que se você não possui uma assinatura ativa, está perdendo contatos.

O Instapage funciona de maneira muito simples, oferecendo modelos gratuitos que você pode modificar arrastando elementos ou adicionando-os no menu. De fato, ele é uma ferramenta tão popular que milhares de modelos Premium são vendidos no Themeforest.

ejemplo plantilla landing page de instapage
Exemplo de modelo de landing page do Instapage

Esta ferramenta possui diferentes versões e funcionalidades. Atualmente, seus preços estão a partir de 199 dólares mensais. Há também uma versão de avaliação gratuita de 14 dias.

Outra das principais vantagens do Instapage é que é muito fácil integrá-lo ao WordPress. Se o seu site for construído com esse CMS, você não terá problemas para adicionar landing pages do Instapage a seu site.

2. Unbounce

O Unbounce pode ser considerado o concorrente mais direto do Instapage, pois oferece um sistema semelhante para criar landing pages com praticamente nenhum conhecimento de programação ou design.

creador landing pages unbounceEditor de landing pages da Unbounce

Essa ferramenta também possui muitos templates, tutoriais e opções para que você possa criar sua landing page do zero ao seu gosto ou, se preferir, procurar uma já criada e modificá-la, por meio dos templates gratuitos ou Premium.

Além disso, o Unbounce costuma se destacar acima do Instapage em testes A/B. De acordo com a maioria das pessoas que experimentaram as duas ferramentas, o Unbounce funciona melhor para esse tipo de teste.

O plano mais barato custa 90 dólares por mês.

3. Plugins para WordPress: Visual Composer e WordPress Landing Pages

Por fim, duas opções de plugins para WordPress não poderiam faltar, pois sabemos que muitos sites são criados com esse CMS e opções que possam ser integradas a ele na forma de plugin são sempre procuradas.

1) Visual Composer

O Visual Composer é sem dúvidas o melhor plugin para a criação de landing page do WordPress.

Ele possui uma versão gratuita e também uma versão paga mais completa, que, atualmente, custando a partir de 64 dólares e permite criar landing pages e outros tipos de seções, como lojas online, só arrastando elementos e sem ter de tocar numa única linha de código.

2) WordPress Landing Pages

Se você não quer gastar nada na criação de suas landing pages, você tem a opção de usar o plugin WordPress Landing Pages.

Ele não é a melhor ferramenta para criar landing pages porque suas opções são limitadas e está muito aquém do restante das alternativas que apresentei para você, mas funciona bem para fazer landing pages básicas. Uma de suas desvantagens é que você precisa fazer uma pequena pesquisa para aprender a usá-lo, mas tem muitas opções, e até permite fazer testes A/B.

Portanto, se você está procurando uma opção que não envolva nenhum investimento e tem tempo para aprender a usá-la, o Wordpress Landing Pages pode ser uma boa maneira de começar a experimentar.

Você se sente prepararado para criar uma landing page perfeita? Consegue guiar o caminho dos usuários para atingir o seu objetivo? Esperamos que nossas dicas e exemplos de landing pages tenham inspirado você. Compartilhe suas dúvidas na seção de comentários!

CTA - Post - Vertical- Desktop

Publicado em 09 de junho de 2020.


Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

FAQs sobre Landing Pages

  • O que é landing page exemplos?

    Uma landing page é uma “página de destino” que o usuário acessa depois de clicar em um link ou em um CTA (Call-to-Action) de outra página.

    Ao contrário de outras páginas, cada landing page é projetada com um objetivo muito específico e todos os elementos da landing page devem estar voltados para atingir esse objetivo.

    Podemos criar diferentes tipos de landing page dependendo do objetivo que almejam. Vamos ver abaixo quais tipos de landing pages podemos encontrar.

  • Quais são os tipos de landing page?

    É verdade que podemos encontrar landing pages com um grande número de formatos e contextos. No entanto, existem basicamente 2 tipos de landing page dependendo do seu objetivo:
    • Landing page de captura de leads
    • Lalnding page de conversão
  • Como fazer uma landing page?

    Existem basicamente duas alternativas para criar uma página de destino: usar uma ferramenta de criação de página de destino ou desenvolver uma página de destino personalizada. Neste último caso, você pode terceirizar o desenvolvimento de uma landing page para uma agência ou desenvolvedor.

  • Como funciona uma Landing Page?

    Uma landing page pode ser usada de várias maneiras em uma estratégia de marketing online.

    Como uma landing page sempre busca uma meta de conversão, devemos usá-la em um contexto que nos permita direcionar tráfego e visitas para aquela landing page.

    Por esse motivo, o uso mais habitual e comum de uma landing page é em anúncios de campanhas pagas.

    No entanto, uma landing page também pode ser usada em outras áreas que nos permitam atrair tráfego para ela, como em um email, um blog ou até mesmo um SMS.

  • Qual o valor de uma landing page?

    O preço de uma página de destino dependerá de muitos fatores, como usar uma ferramenta de criação de página de destino ou projetar uma página de destino personalizada.

    Dependendo desse e de outros fatores, o custo de uma landing page pode variar de menos de R$ 200,00 a mais de R$ 6.000,00

  • Qual a diferença de um site para uma landing page?

    A principal diferença entre uma landing page e um site (ou site) é o objetivo que eles perseguem.

    Enquanto um site é projetado para que o usuário explore as informações nas diferentes páginas que o compõem, uma landing page é uma página única com um objetivo de conversão muito específico (como para o usuário fazer uma compra, solicitar uma ligação ou concluir um formulário com os seus dados pessoais).

  • Qual a diferença entre hotsite e Landing Page?

    O Hotsite é um site pequeno e com poucas páginas, normalmente criado para uma campanha específica e objetivos sazonais. Já a Landing page é uma página única criada para um objetivo específico de converter a visita do usuário em alguma ação, como preencher um formulário, solicitar contato, baixar um material, etc.

  • Preciso de um domínio para ter uma landing page?

    Sim, é necessário ter um domínio para hospedar uma landing page.

  • Como fazer uma boa página de vendas?

    Uma boa página de destino deve buscar um único objetivo de conversão e todos os seus elementos devem ser projetados e otimizados para esse objetivo.

    Os principais elementos a ter em conta para criar uma boa landing page são:

    • O título, subtítulo e copys
    • Calls-to-action
    • Formulários
    • Conteúdo e design audiovisual

     

Outros artigos que podem te interessar...

Canvas: o que é e como aplicá-lo à sua estratégia de negócios
WhatsApp Marketing: como desenvolver uma campanha de sucesso?
MVP: o que é um produto mínimo viável e como criá-lo

O que você acha? Deixe um comentário!