<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=81693&amp;fmt=gif">

Como monetizar no YouTube?: 7 dicas para ganhar dinheiro com seus vídeos do YouTube

CTA- post-vertical-Desktop-Tiny

Durante os primórdios do YouTube como plataforma social, os termos “influenciador”, “youtuber” ou “criador de conteúdo” ainda não eram ouvidos. No entanto, aos poucos, alguns usuários começaram a criar e a enviar seus próprios vídeos para que o restante dos milhares de usuários pudesse vê-los.

No início, esses criadores de conteúdo só queriam se divertir e se conectar a pessoas que tivessem gostos semelhantes ao deles. Hoje, toda essa dinâmica se tornou uma indústria poderosa. Um ecossistema liderado por criadores de conteúdo que agora buscam um objetivo claro: monetizar vídeos no YouTube e ganhar dinheiro por meio de seus canais.

Para satisfazer todos os públicos (marcas, criadores de conteúdo e audiências), o YouTube vem aprimorando, ao longo dos anos, as diversas opções de monetização que oferece, mantendo sua plataforma atualizada com base nas necessidades dos seus usuários e tendências atuais.

Por exemplo, devido à crise global causada pela pandemia do COVID-19, em 11 de março de 2020, o YouTube atualizou seus critérios de monetização e começou a permitir o posicionamento de anúncios em conteúdo relacionado ao coronavírus, mas apenas para alguns canais determinados.

Em 16 de março, a atualização foi expandida para mais (porém não todos) criadores cujo conteúdo mencionava ou incluía o termo COVID-19. Em 2 de abril, a opção de monetizar vídeos no YouTube foi habilitada para todos os criadores com conteúdos relacionados ao COVID-19, com exceção de determinados conteúdos específicos.

Quais vídeos podem ser monetizados no YouTube?

Você pode monetizar todos os vídeos no YouTube desde que tenha os direitos de uso comercial de cada um dos elementos audiovisuais que compõem o conteúdo. Esses elementos se referem a músicas, diálogos, aparição de atores, cenas gravadas, etc.

Nesse sentido, se você é o criador de 100% de todos esses elementos, você tem os direitos comerciais em ordem. Por outro lado, se em seu conteúdo você estiver usando algum elemento de propriedade de terceiros, deverá negociar com eles a aquisição ou a transferência de direitos comerciais.

Isso é válido para qualquer conteúdo que você queira monetizar no YouTube: vídeos caseiros, tutoriais, videoclipes, curtas-metragens, entrevistas, documentários, etc.

Observe que o YouTube leva muito a sério os direitos autorais e de propriedade de conteúdo. Se você é o autor de um vídeo, mas o criou para alguma empresa ou pessoa por meio de um contrato, com certeza o conteúdo pertence a essa empresa ou pessoa, e não a você.

Além disso, os vídeos que você deseja monetizar no YouTube devem atender a determinados requisitos especiais. Vou contar mais a respeito a seguir!

Nueva llamada a la acción

Requisitos para monetizar no YouTube

O mais importante para acessar as opções de monetização no YouTube é aderir às Políticas de monetização de canais do YouTube, que são compostas por:

  • Diretrizes da comunidade;
  • Regras sobre direitos autorais;
  • Políticas do programa Google AdSense;
  • Termos e condições do serviço do YouTube e do AdSense.

Em geral, todas essas políticas buscam determinar quais conteúdos são criados sob uma série de melhores práticas e quais não são. Obviamente, aqueles com más práticas não podem ser monetizados no YouTube.

Por exemplo, de acordo com as diretrizes da comunidade do YouTube, alguns requisitos que os vídeos devem atender para serem monetizados são os seguintes:

  • Não conter imagens de nudez ou conteúdo sexual;
  • Não incitar o ódio;
  • Não promover assédio ou assédio virtual (bullying);
  • Não espalhar ameaças;
  • Não violar a privacidade das pessoas;
  • Não se prestar ao roubo de identidade;
  • Não infringir direitos autorais;
  • Não apresentar conteúdo nocivo ou perigoso, violento ou explícito.

Um caso exemplar sobre as más práticas na criação de conteúdo é o que vemos na famosa polêmica do youtuber Logan Paul, que gravou um vídeo na floresta de Aokigahara (Japão), conhecida como “a floresta dos suicídios”. Nesse vídeo, é possível ver explicitamente o cadáver de uma pessoa.

Por favor, não faça esse tipo de coisa! Além de você não poder gerar receita no YouTube, você também não estará contribuindo com nada positivo para seu público ou para o mundo.

Todas as práticas relacionadas a spam ou a inclusão de metadados enganosos para tentar alcançar maior alcance, entre outras políticas adicionais, também devem ser evitadas.

Além disso, se você pertence ao Programa de Parceiros do YouTube e deseja gerar receita com seus vídeos com anúncios, deve cumprir as Diretrizes de conteúdo adequado para anunciantes.

Como ativar a monetização no YouTube?

Siga estes passos para ativar a monetização do YouTube.

  • Entre no seu canal do YouTube.
  • Vá até o ícone no canto superior direito e acesse o YouTube Studio.

menu-superior-direito-youtube

  • Vá até o painel esquerdo e procure a opção Monetização.

painel-opcoes-monetizacao-youtube

  • Verifique se seu canal está qualificado para entrar no Programa de Parceiros do YouTube. Se estiver, envie a solicitação de entrada. Se não estiver, envie a solicitação de notificação que você vê na imagem abaixo.

creca-no-youtube

7 maneiras de ganhar dinheiro no YouTube monetizando vídeos (2022)

Antes de entrar em detalhes sobre as diferentes maneiras de ganhar dinheiro no YouTube, é importante lembrar que cada modalidade tem seus próprios critérios para avaliar se um canal é ou não qualificado para monetização.

Por exemplo, critérios relativos ao número de assinantes, número de visitas, país de residência, disponibilidade de serviços em sua região, entre outros.

Agora sim, abaixo explico as 7 maneiras para ganhar dinheiro com o Programa de Parceiros do YouTube (YPP).

1. Valeu demais para monetizar vídeos no YouTube (novo 2020)

No início de 2020, o YouTube começou a liberar parcialmente a funcionalidade Applause para monetização de vídeos, conhecida em português como “Valeu demais”. Vou explicar como funciona.

Abaixo de cada vídeo, logo à direita dos botões “gostei” e “não gosto”, há outro botão chamado “valeu”. Ao clicar nele, você poderá comprar “valeu demais” para enviar ao criador daquele vídeo que você gostou. De certa forma, é como uma gorjeta ou doação, mas com um nome mais “chique”.

valeu-demais-youtubeFonte: canal Abrigo76

Cada Valeu demais tem um custo aproximado de R$2,00 reais. Destes, 70% irão para o criador do vídeo e 30% para o YouTube.

Por enquanto, o recurso valeu demais funciona apenas em alguns países, em um determinado número de canais e apenas para o YouTube no computador.

2. Super Chat e Super Sticker para monetizar streams do YouTube

Durante os streamings (transmissões ao vivo), os comentários dos usuários muitas vezes se perdem em um mar de outros comentários. Para aqueles espectadores que desejam evitar isso e fazer com que suas mensagens se destaquem do resto, há a possibilidade de comprar um super chat ou um super sticker. Parte do dinheiro da compra vai para o criador e parte para o YouTube.

Por um lado, o super chat faz com que uma mensagem pareça muito proeminente na caixa de comentários da transmissão. Por outro lado, o super sticker oferece a opção de enviar adesivos especiais e chamativos. De qualquer forma, o usuário consegue chamar a atenção tanto do youtuber quanto do público.

super-chat-youtubeFonte: YouTube
Para ativar a opção de super chat e super sticker em seu canal, siga estas etapas:

  • Acesse seu canal do YouTube;
  • Acesse o YouTube Studio;
  • Vá para Monetização;
  • Vá para Supers, e siga as instruções na plataforma.

3. YouTube Premium

O YouTube Premium é um programa pago para usuários que desejam assistir a qualquer tipo de conteúdo no YouTube sem anúncios.

Devido à ausência de anúncios com este programa, o YouTube Premium compartilha com os criadores de conteúdo parte do dinheiro arrecadado com as assinaturas, sempre e quando os usuários inscritos assistirem aos vídeos do criador em questão.

4. Assinaturas para rentabilizar canais no YouTube

A função de Membros do Canal para rentabilização do YouTube consiste em dar um certo grau de exclusividade aos canais. Ou seja, se você for um criador de conteúdo e ativar essa função, os usuários que quiserem fazer parte do canal terão que pagar uma mensalidade, e isso também permite que eles tenham uma série de vantagens especiais.

Veja alguns requisitos para monetizar com o programa de assinaturas no YouTube.

  • O canal precisa ter mais de 1.000 inscritos.
  • É obrigatório fazer parte do programa de parcerias do YouTube.
  • É preciso ter mais de 18 anos.
  • É preciso estar em um dos locais onde o recurso de monetização é disponível.
  • O canal precisa ter uma guia “Comunidade”.
  • O canal não pode estar marcado como conteúdo para crianças.
  • Não ter muitos vídeos não qualificados (ex: conteúdo infantil e revindicações de músicas).
  • Você e sua RM (rede multicanal) precisam concordar com os termos e políticas do YouTube.

5. Merchandising para ganhar dinheiro no YouTube

Atualmente, quase todas as maiores redes sociais do mundo oferecem opções de compra e venda de produtos online, e o YouTube não poderia ficar de fora dessa tendência de social commerce (e-commerce nas redes sociais).

Por isso, o YouTube possui uma função de merchandising ou biblioteca de produtos, que permite que canais autorizados exibam a mercadoria de sua marca. Vale ressaltar que os produtos não podem ser adquiridos diretamente no YouTube, a vitrine funciona apenas como meio de divulgação.

Para ativar esta opção, o canal deve seguir alguns critérios:

  • Estar aprovado para monetização.
  • Estar em um país onde o Programa de Parceiros do YouTube está disponível.
  • Canais de música apenas canal oficial do artista.
  • Outros canais são preciso ter mais de 10.000 inscritos.
  • Não estar marcado como conteúdo infantil.
  • Estar nos termos e políticas do YouTube.

6. Parcerias comerciais para ganhar dinheiro com vídeos do YouTube

Um dos métodos mais populares que os YouTubers usam para ganhar dinheiro com seus vídeos é o que o YouTube chama de “posicionamentos de produtos pagos, patrocínios e recomendações”. Em outras palavras, conteúdo promocional.

Por “conteúdo promocional” queremos dizer que um criador mostra, recomenda ou incentiva (promove) a compra ou uso de qualquer produto de qualquer tipo, embora também se aplique a promoções de eventos, locais, conteúdo audiovisual, software etc.

Se você é um criador de conteúdo com um bom volume de inscritos e um nicho de mercado bem segmentado, pode estabelecer alianças com marcas comerciais que pertençam a um setor relacionado ao seu canal, para que tenham interesse em atingir seu público.

Em geral, essa prática é permitida pelo YouTube, desde que você notifique a plataforma que um vídeo seu possui conteúdo promocional. Você faz isso marcando a caixa “este vídeo contém conteúdo promocional” nas configurações avançadas do vídeo.

Tenha em mente que promover um produto não significa que você pode colocar anúncios para a marca. Isso é de fato proibido.

É importante que você seja o mais transparente possível com esses tipos de práticas. Veja o caso da Warner Bros. e PewDiePie, o youtuber mais influente do mundo. A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos multou a Warner Bros. por pagar vários youtubers para promover um videogame, sem que o conteúdo ou as descrições mencionassem explicitamente e de forma clara que se tratava de uma promoção paga. Pelo contrário, a intenção era justamente esconder a promoção, passando-a como uma crítica positiva orgânica dos youtubers. Isso, sem dúvida, é não saber como monetizar corretamente no YouTube.

7. Publicidade no YouTube Anúncios para ganhar dinheiro

Finalmente, outro método de monetização no YouTube é a receita de publicidade. Esse método de monetização é talvez o mais conhecido pela grande maioria dos usuários, devido àqueles anúncios (às vezes irritantes) que todos costumamos ver quando reproduzimos vídeos na plataforma.

Essa é a maneira mais automatizada de ganhar dinheiro, pois os criadores de conteúdo simplesmente ativam a monetização no YouTube e escolhem o tipo de anúncio que desejam exibir (no YouTube Studio); todo o resto é feito pela plataforma.

Tornar-se um criador de conteúdo e monetizar vídeos no YouTube, hoje, é quase uma aspiração de vida para muitos jovens (e não tão jovens). Também é um modelo de negócios para agências, produtores e empresas ao redor do mundo.

Não é por menos, considerando que, por exemplo, o jovem Felix Kjellberg (PewDiePie), 30 anos, conseguiu acumular uma fortuna de mais de 18 milhões de euros graças aos seus vídeos.

Sem dúvida, é uma indústria emergente muito lucrativa, mas para se beneficiar ao máximo, você deve não apenas conhecer em detalhes todos os métodos de monetização disponíveis, mas também focar 100% na criação de conteúdo de valor para os usuários. Se não o fizer, os seus ganhos não serão expressivos.

Se você deseja ser atualizado sobre as novidades de como monetizar no YouTube, assine nosso blog e o manteremos informado. E se você já está monetizando seu canal, deixe um comentário me contando sua experiência de acordo com o método que você usa. Vai ser muito interessante ler você!

CTA - Post - Vertical- Desktop

Publicado em 16 de maio de 2020.

Revisado e validado por Jalusa Lopes, Country Manager da InboundCycle Brasil.

Fuentes

  1. Directrices de contenido adecuado para anunciantes - Soporte de Google

  2. ¿Qué tipo de contenido puedo monetizar? - Soporte de Google

  3. ¿Qué son los derechos de autor? - Soporte de Google

  4. Logan Paul, el youtuber que decidió que grabar un cadáver en "el bosque de los suicidios" era una buena idea - Magnet - Xataka

  5. Obtener ingresos en YouTube - Soporte de Google

  6. YouTube Tests New 'Applause' Creator Donation Feature, Expanding on 'Super Chat' - Social Media Today

  7. Comprar Super Thanks - Soporte de Google

  8. Comprar un Super Chat o un Super Sticker - Soporte de Google

  9. Detalles de las compras de Super Chat y Super Sticker - Soporte de Google

  10. Presentamos los Super Stickers: una nueva forma de aumentar tus ingresos y conectar con tus espectadores - Blog de YouTube

  11. Can we chat? Hello Super Chat! - Blog de YouTube

  12. Tu contenido y YouTube Premium - Soporte de Google

  13. Requisitos, políticas y directrices de los miembros del canal - Soporte de Google

  14. Empezar a mostrar merchandising en YouTube - Soporte de Google

  15. Gestionar el escaparate de merchandising - Soporte de Google

  16. Añadir colocaciones de producto pagadas, patrocinios y recomendaciones - Soporte de Google

  17. PewDiePie and other YouTubers took money from Warner Bros. for positive game reviews - The Verge

  18. Formatos publicitarios de YouTube - Soporte de Google

  19. ¿Cuánto paga YouTube por 1.000, 100.000 y 1 millón de visualizaciones? - ADSLZone - Business Insider

  20. Etapas del ciclo de pagos de AdSense - Soporte de Google

  21. The Highest-Paid YouTube Stars: MrBeast, Jake Paul And Markiplier Score Massive Paydays - Forbes

  22. Descripción general de los ingresos de los partners de YouTube - Soporte de Google

  23. Umbrales de pago - Soporte de Google

FAQs sobre como monetizar no YouTube

  • Como monetizar os vídeos do YouTube?

    Para monetizar com vídeos, seu canal deve estar em conformidade com as Políticas de monetização de canais do YouTube, que incluem: Diretrizes da comunidade, Diretrizes de direitos autorais, Políticas do programa Google AdSense e os termos e condições do serviço do YouTube, como o Google AdSense.
    Além disso, seu canal deve acumular mais de 4.000 horas de exibição públicas válidas nos últimos 12 meses e ter mais de 1.000 inscritos.
  • Quanto o YouTube paga por 1000 views?

    O YouTube leva em consideração as reproduções ou visualizações dos vídeos. Nesse sentido, devemos falar em CPM ou Custo Por Mil (visualizações).

    O CPM no YouTube varia de acordo com aspectos como o país de origem do canal, o país de origem dos usuários, o idioma dos vídeos, o nicho de mercado, o número de inscritos, entre outros.

    Por exemplo, de acordo com o Business Insider, um YouTuber dos Estados Unidos pode ganhar em média entre 4 e 34 dólares por 1.000 visualizações, enquanto um YouTuber do Brasil pode ganhar entre 6 e 12 reais por 1.000 visualizações.

  • Quantas horas para monetizar YouTube 2022?

    Não há duração mínima. Vídeos de qualquer duração podem ser monetizados em 2022.

  • O YouTube paga mensalmente?

    Sim, o YouTube paga mensalmente (entre os dias 21 e 26) o dinheiro ganho no mês anterior, desde que você atinja os limites de pagamento estabelecidos pela plataforma.

  • Quantas visualizações preciso ter no YouTube para ganhar dinheiro?

    Para começar a ganhar dinheiro no YouTube por meio da monetização de vídeos, o importante não é o número de visitas, mas sim o número de horas de visualização. Quando o conteúdo do seu canal atingir 4.000 horas de visualização, você terá cumprido um dos requisitos mais importantes para começar a monetizar.

Outros artigos que podem te interessar...

Canvas: o que é e como aplicá-lo à sua estratégia de negócios
WhatsApp Marketing: como desenvolver uma campanha de sucesso?
MVP: o que é um produto mínimo viável e como criá-lo

O que você acha? Deixe um comentário!